HAMBURGUER_1
SHARE

Bloco Vermelho conquistou as ruas do Rio de Janeiro

Anterior
Próximo

"Fake news"

O laboratório fotográfico do protesto em Cuba

Imprensa internacional manipula descaradamente a situação na ilha caribenha

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Denúncia de mentira da imprensa paga por Miami e Washington – Foto: Twitter Iroel Sánchez

Publicidade

(*) Por José Manzaneda, no sítio La Pupila Insomne. Tradução de Márcia Choueri, correspondente do Portal Internacionalismo em Havana

O bloqueio econômico e fechamento migratório dos EUA, junto com a pandemia e a ausência de turismo, levaram o povo de Cuba à privação e ao desabastecimento.

E uma gigantesca operação de redes sociais, organizada desde os EUA, conseguiu levar, um setor da população cubana, ao protesto contra seu governo, em alguns casos de maneira muito violenta (1). É a mesma guerra híbrida, aplicada antes em lugares como Venezuela ou Bolívia.

O efeito quantitativo do bombardeio mediante potentes sistemas de big data, robots y cibertropas (2) foi acompanhado de numerosas mensagens fake, em que as fotografias são o elemento chave do engano e da manipulação.

A imagem de um menino, morto – supostamente – pela polícia cubana, que corresponde a uma vítima de quadrilhas da Venezuela (3).

Grandes manifestações contra o governo cubano, que na verdade são do Egito (4), Argentina (5) ou Espanha (6).

O exército cubano recém-mobilizado, cujo desfile foi há quatro anos (7).

Imagens de pessoas cubanas sem teto que, na verdade, vivem nos EUA (8).

Ou, diretamente, mentiras como a suposta fuga de Raúl Castro (9) ou a morte de doze pessoas em um hospital (10).

Mas, à margem desse mundo informal das redes, o que vemos nos meios de comunicação “sérios, objetivos e independentes”? Uma sistemática substituição de identidade em suas fotografias, com um denominador comum: população favorável à Revolução – maioria social no país – aparece como contrária a ela (11).

The New York Times atribuía ao protesto uma imagem onde se vê Gerardo Hernández Nordelo, coordenador dos Comitês de Defesa da Revolução (12).

Na CNN, a manchete “Libertad, a canção de Emilio Estefan dedicada a Cuba” era ilustrada por uma foto de trabalhadores e trabalhadoras de Havana apoiando o governo (13). O mesmo canal, em outra notícia, dizia que, em “San Antonio de los Baños, centenas de pessoas desafiaram uma forte presença policial”. Mas os que aparecem estão levando imagens do líder sindical revolucionário Lázaro Peña (14).

Essa mesma foi publicada pela Televisión Española, em seu site, com a legenda “Milhares de pessoas tomam as ruas em Cuba em protestos históricos contra o regime” (15). O mesmo canal público, em outra notícia, sob outra foto de povo revolucionário, falava de “uma inédita onda de protestos contra o regime” (16).

Da mesma forma que a BBC, que, para ilustrar “protestos massivos” em Cuba, publicou a foto de militantes dos Comitês de Defesa da Revolução (17).

A expressiva manchete de primeira página do diário mexicano Por Esto! era uma mensagem contra o governo cubano: “Indignante” (18). Indignante é sua manipulação jornalística, porque a foto que aparece é de apoiadores da Revolução, na estátua de Máximo Gómez em Havana, com bandeira do Movimento 26 de Julho incluída.

E não foi o único meio que publicou essa foto acompanhando a mesma mensagem. Fizeram a mesma coisa, os diários espanhóis El Mundo (19) e El País (20).

Enquanto isso, esses mesmos meios de comunicação apresentam como pacíficos anjinhos (21) verdadeiros terroristas urbanos (22), e como “repressão” (23) efetivos policiais que não chegam aos pés (24) dos da Colômbia (25), Chile (26), França (27) ou Espanha (28).

Ao mesmo tempo, censuram as mobilizações de milhares de pessoas – estas, sim, milhares – em defesa da Revolução e contra o bloqueio dos EUA, que percorrem toda a Ilha (29) (30).

Por isso, não acredite neles… nem em meia palavra.

  1. http://www.cubadebate.cu/noticias/2021/07/12/investigacion-confirma-la-perversa-operacion-de-redes-sociales-contra-cuba-lanzada-desde-el-exterior/
  2. https://www.cubainformacion.tv/la-columna/20210714/92248/92248-lo-que-no-dicen-de-cuba
  3. https://twitter.com/MiradasdeCuba/status/1414982274181894147
  4. https://twitter.com/dominiocuba/status/1415406683736748032/photo/3
  5. https://twitter.com/lessuarez/status/1414400161942474762
  6. https://twitter.com/DeZurdaTeam/status/1414887214220292128/photo/1
  7. https://twitter.com/DeZurdaTeam/status/1414894263373115422
  8. https://twitter.com/DeZurdaTeam/status/1414887214220292128/photo/3
  9. https://eldiario.com/2021/07/13/raul-castro-huyo-a-venezuela-falso/
  10. https://twitter.com/iroelsanchez/status/1414290657162801154
  11. https://www.niusdiario.es/internacional/america-del-norte/estallido-cuba-pandemia-carestia-hartazgo-calles-redes-sociales_18_3170223928.html
  12. https://twitter.com/Betty_ParraG/status/1415013294713212928
  13. https://twitter.com/capote_rene/status/1415005244505866242
  14. https://cnnespanol.cnn.com/2021/07/11/los-cubanos-salen-a-las-calles-en-una-rara-jornada-de-protesta-contra-la-falta-de-libertad-y-el-empeoramiento-de-la-situacion-economica-trax/
  15. https://www.rtve.es/noticias/20210712/manifestaciones-cuba-dictadura/2126440.shtml
  16. https://www.rtve.es/noticias/20210712/claves-protestas-cuba-crisis-economica-sanitaria-hartazgo-politico/2127362.shtml
  17. https://www.rtve.es/noticias/20210712/claves-protestas-cuba-crisis-economica-sanitaria-hartazgo-politico/2127362.shtml
  18. https://twitter.com/soshumanidad/status/1415372503673933833
  19. https://www.elmundo.es/album/internacional/2021/07/12/60ec644ffdddff5e7e8b4614_4.html
  20. https://elpais.com/elpais/2021/07/12/album/1626056483_854034.html#foto_gal_10
  21. https://www.europapress.es/internacional/noticia-colombia-senala-manifestaciones-cuba-sido-pacificas-pide-garantizar-libertad-expresion-20210714170124.html
  22. https://www.youtube.com/watch?v=cavEbaGj_Bc
  23. https://www.infobae.com/politica/2021/07/12/el-gobierno-guarda-silencio-frente-a-la-delicada-situacion-en-cuba-y-la-represion-de-la-dictadura/
  24. https://twitter.com/pascual_serrano/status/1414697366117093379?s=03
  25. https://www.publico.es/politica/homicidios-selectivos-torturas-sexuales-desapariciones-mision-internacional-constata-horror-vive-colombia.html
  26. https://es.wikipedia.org/wiki/Anexo:Fallecidos_durante_el_estallido_social_en_Chile
  27. https://www.elsaltodiario.com/francia/represion-macron-chalecos-amarillos-estado-emergencia-balas.goma
  28. https://www.elplural.com/politica/espana/espana-a-punto-de-ser-calificada-como-democracia-defectuosa-por-la-represion-en-cataluna_118896102
  29. https://twitter.com/cubadebatecu/status/1415017090919157762
  30. https://www.cubainformacion.tv/cuba/20210714/92233/92233-una-plaza-tomada-en-cuba-por-el-pueblo-camagueey-fotos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.