Menu da Rede

enem 1 (1)

Principais vestibulares têm grande queda de inscrições

  • Capa
  • Artigo
  • Com pandemia, Estado “economiza” e famílias passam fome

De fome ou de Covid ?

Com pandemia, Estado “economiza” e famílias passam fome

Sair as ruas contra o extermínio da população

Receba o DCO no Email

Segundo estimativa do valor econômico, até abril deste ano foram 301 mil vítimas de COVID-19 entre pessoas com 60 anos ou mais constatadas. Essas mortes causaram uma retirada de 3,8 bilhões de reais de circulação da economia. Para fazer a estimativa o levantamento usou mortes listadas no CRC central de informações de registro civil é informações da pesquisa nacional por amostra de domicílios do instituto brasileiro de Geografia e estatística de 2019. A estimativa do valor econômico foi avalizada pelo IPEA, o instituto de pesquisa econômica aplicada.

Em 2019 a faixa etária dos que têm 60 anos ou mais tinha rendimento total médio de 2249 BRL – 13 por cento do rendimento total da população em todo o ano de 2019 ou 294,4 bilhões – segundo o IBGE em 25 4000000 de homicídios no país vivem idosos dos quais 15,4 milhões mais de 50% da renda vem do idoso. Segundo a economista Ana Amélia, quando morre um idoso do qual a família depende o impacto médio é de uma redução de 48 4% na renda per capita dos familiares remanescentes que cai de 1475,6 para 760,4.

Estes dados demonstram que a política do governo federal, governadores prefeitos além de fazer o menor esforço e investimento possível no combate à pandemia e torcer para que as coisas melhorem por si só; também tem como política matar a população de fome para preservar o orçamento público para os banqueiros e capitalistas do mercado financeiro.

Dado esse cenário é importante termos uma política de combate e de luta dos trabalhadores que tenha um conjunto de reivindicações para evitar que a população morra de fome e de COVID-19.

Por isso nós do PCO temos como conjunto de reivindicações auxílio emergencial de pelo menos um salário-mínimo até o fim da pandemia, redução da jornada de trabalho sem redução salarial para combater o desemprego, quebra das patentes das vacinas e vacinação para todos.

Devemos sair às ruas em protestos e manifestações com esse conjunto de reivindicações associadas à palavra de ordem fora Bolsonaro e todos os golpistas; para que o poder público recue da política de matar a população de fome e deixar morrer de COVID-19. Porque se não enfrentarem resistência continuarão com essas políticas que podem inclusive ficarem mais rígidas.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.