Menu da Rede

PM promove massacre de ciganos na Bahia

O povo não quer o PSDB

Apenas uma minoria de dirigentes quer o PSDB nos atos

Apesar da nítida rejeição das bases à inclusão dos tucanos nos atos, a frente ampla insiste em passar por cima da vontade popular para trazer a direita para os atos

Personalidades do PSOL e PCdoB reunidos em Brasília – Reprodução/Twitter Juliano Medeiros

No dia 30 de junho, o presidente do PSOL, Juliano Medeiros, por meio de sua conta no Twitter, declarou: “Algumas poucas vozes sectárias dirão que é um absurdo estar no mesmo palanque que os tucanos. Temos diferenças abissais e não deixaremos de manifesta-las sempre que necessário. Mas nesse momento, qualquer partido que queira o impeachment é bem-vindo.” Essa declaração vai no sentido de uma linha política que o PSOL, PCdoB e os outros grupos vêm tentando com muita dificuldade emplacar nas manifestações, que é a de que temos que nos aliar com todo e qualquer setor que se declare anti bolsonarista, na esperança de que isso se converta em uma maior autoridade para as manifestações e em uma maior adesão do povo ao movimento.

Essa dificuldade se dá pelo fato de que, apesar de as direções não terem pudor nenhum ao fazer acordos com a corja golpista da política brasileira, neste caso representada pelo PSDB, as bases dos partidos têm uma profunda repulsa a esses setores políticos, mostrando inclusive, que a concepção da frente ampla sobre o papel dos partidos burgueses no movimento é equivocada. 

Partidos como o PSDB, os chamados partidos de “centro”, sofrem na atual etapa de um sério esvaziamento político em decorrência da guinada da burguesia em direção à extrema direita e da crescente polarização da luta política brasileira. Na medida em que a situação se radicaliza, esses partidos se desgastam diante do povo, que está se radicalizando, e começam a perder a sua sustentação em um setor da burguesia, se tornando partidos à sombra desse setor burguesia, que se desloca em direção ao bolsonarismo.

Vista esta situação, é errado pensar que ao incluir esses setores no movimento, eles agregarão em algo. Pelo contrário, a inclusão desses partidos causa um retrocesso na situação política, primeiramente porque esses partidos, que agora são rejeitados pela população, passam por um processo de reabilitação política promovido pela esquerda, onde a mesma se desgasta para fazer a direita mais palatável para as bases do movimento. Em segundo lugar, eles espantam os elementos de vanguarda do movimento pela sua profunda rejeição pela população que sofreu em suas mãos, dois exemplos dessa rejeição são: O enorme apoio das bases dos partidos à expulsão do bloco do PSDB no ato do dia três de Julho, acontecimento que foi amplamente condenado pelas direções, porém enormemente apoiado pelas bases, sedentas de ódio dos tucanos e o seu papel na destruição da economia nacional e na repressão aos movimentos sociais paulistas. E o fato de que o PT foi obrigado a barrar a participação do PSDB no carro de som da esquerda, por medo da revolta das suas bases.

Observada a rejeição total da direita pelas bases e o esforço incansável da frente ampla para incluí-la na direção do movimento que está na rua, é seguro dizer que essa mobilização das direções acontece à revelia das suas bases, que não têm a oportunidade de protestar contra essas arbitrariedades pois a coordenação do movimento toma as decisões longe dos olhos daqueles que estão nas ruas protestando.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.