Menu da Rede

Bolsonaro lança Programa Habitacional: Minha Casa, Minha Milícia

Folclore brasileiro

A lenda da urna sem cabeça

Diz-se que, num país tropical, uma caixinha mágica fabricada nos Estados Unidos e operada pelos ministros do TSE é tão neutra quanto papel higiênico Neve

Urna sem cabeça – Montagem: DCO

Receba o DCO no Email

Um dos aspectos mais interessantes da riquíssima cultura brasileira é a capacidade de seu povo produzir uma quantidade imensa de lendas. O moleque travesso de uma perna só que sai por aí com o seu cachimbo, o menino de pés invertidos, o boto que sai das águas à noite para engravidar as ribeirinhas, entre tantas outras personagens, constituem aquilo que é conhecido como o folclore brasileiro.

Há uma lenda, no entanto, que nunca foi vista nos livros infantis, nem no mais detalhado almanaque sobre a cultura nacional. Até mesmo o mais erudito dos eruditos jamais foi capaz, seja por desmerecer a importância desta lenda, seja por não compreender a sua complexidade, de analisar a inacreditável urna sem cabeça.

A equipe deste Diário, após um trabalho incansável de pesquisa de campo, se colocou diante dessa tarefa. Depois de participarmos de várias cirandas, escutarmos muito discurso de deputado falastrão e assistirmos às aulas dos professores terraplanistas da esquerda pequeno-burguesa, chegamos enfim a um compilado monstruoso de todas as histórias envolvendo essa personagem.

Segundo contam os adoradores da seita da Santa Democracia, a urna sem cabeça seria uma caixinha mágica, um pouco maior que uma caixa de sapatos, que seria mais poderosa que a burguesia inteira junta! Seria, portanto, uma espécie de pokebola da esquerda pequeno-burguesa, que bastaria chacoalhar que dela sairia um nobre guardião do bem, da justiça e da ética.

Pois segundo o curioso mito da urna sem cabeça, a urna eletrônica, que é o dispositivo que decide quem vai ocupar os cargos mais importantes do País, não teria uma cabeça por trás. Seria algo, portanto, divino, independente da vontade humana. Que os Estados Unidos tenham construído a pokebola da esquerda, não tem importância — mesmo sendo esse o país campeão da espionagem. Que as urnas eletrônicas fiquem sob o resguardo de vigaristas como Roberto Barroso e Luís Fux, também não tem importância — mesmo que tenham fraudado as eleições de 2018 abertamente. No país em que tudo é fraudado — a Mega-Sena é fraudada, o presidente é fraudado, o doutorado do ministro do STF é fraudado, o inglês de Sérgio Moro é fraudado, o Campeonato Brasileiro é fraudado e todos os impostos são fraudados —, a única coisa que não seria fraudada seria — por que não? — a santa urna sem cabeça. Cega como a Justiça para os crimes do PSDB, surda como a imprensa diante da Vaza Jato, muda como Ciro Gomes nas eleições de 2018, a urna sem cabeça é um robô que transcende as classes sociais.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.