Lula presidente estará nas ruas dia 12 de dezembro em SP

  • Capa
  • Artigo
  • A esquerda que tem medo do bicho papão

Editorial

A esquerda que tem medo do bicho papão

Carta aos companheiros

Edição 26 – Jornal Partido

Receba o DCO no Email

Uma parte da esquerda de absteve de ir aos atos do dia 7 de setembro, paralisados por uma ameaça artificial de um golpe de Estado por parte de Bolsonaro, artificial porque ela nunca existiu ao não ser na cabeça dessa esquerda e nas linhas escritas por alguns jornalistas burgueses interessados em diminuir o tamanho dos atos de rua. Essa mesma esquerda agora quer ir aos atos do MBL.

É uma política um tanto quanto estranha, parece que o objetivo é a autossabotagem. Porque não ir aos atos do dia 7, que estavam marcados a meses? A esquerda realizou uma sequência importante de atos, e apesar da sabotagem realizada por essa mesma esquerda, os atos cresciam e tinham uma importante tendência à radicalização. A desculpa de um possível golpe para não sair de casa é tão esdrúxula quanto foi a desculpa da pandemia. Seguiram a política de não sair de casa durante mais de um ano, os resultados dessa política foram o apoio a burguesia através de Doria em São Paulo e Witzel e Paes no Rio de Janeiro e aproximadamente 600 mil mortes em números oficiais – mais de 1 milhão na opinião de especialistas que levaram em conta a subnotificação. Se Bolsonaro fosse realmente dar um golpe no dia 7 de setembro qual seria o desfecho se não outra tragédia parecida. Se havia uma ameaça de golpe seria mais um motivo para sair as ruas e barrar essa tentativa. Ficar em casa seria pedir para ser preso de pijamas.

O único mal que se combate ficando na cama é o bicho papão. Nesse caso, basta ficar bem coberto sem deixar escapar o pé para fora do cobertor. Essa política da esquerda justifica sua análise após os atos da direita; para ela foi um fracasso total, mesmo não sendo o que indicam as fotos, pois esperavam que Bolsonaro daria o golpe e não foi o que aconteceu. Estão convencidos que saíram por cima. Bolsonaro lotou a Paulista e a Esplanada dos Ministérios como a esquerda não conseguiu lotar. Foi acima das expectativas de quem tinha uma análise sóbria sobre os atos da direita.

Agora vão sair as ruas com o MBL, PSDB e o resto da direita do pato amarelo. O que liga ficar em casa no dia 7 de setembro com sair às ruas no dia 12 é a política completamente equivocada da esquerda pequeno-burguesa. Para ela Bolsonaro é o bicho papão, e o único jeito de combatê-lo é aliar-se com a burguesia que cumpre o papel de pai e mãe. O que a esquerda não entendeu que nesse caso a burguesia é sim pai e mãe, mas de Bolsonaro e não da esquerda, esta deveria ser pai e mãe dos trabalhadores, atualmente órfãos.

Se a burguesia pediu para não sair às ruas no dia 7 pois haveria a ameaça de um golpe, a esquerda fica em casa, mas se ela mandar sair 5 dias depois, ela sai. Não importa se quem estará nas ruas será o MBL que deu o golpe na Dilma e fez campanha para o Bolsonaro, nem o PSDB que pariu e financiou a extrema-direita brasileira. Essa é uma política de desesperados.

Juntar-se aos golpistas no dia 12 é suicídio político. Devemos lutar para separa o quanto antes aqueles que lutam de fato contra Bolsonaro, e aqueles que querem desgastá-lo para se eleger em 2022.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.