Menu da Rede

whatsapp image 2021 12 01 at 17.45.21 (1)

Bolsonaro entrega a fundo árabe 2ª maior refinaria da Petrobras

  • Capa
  • Artigo
  • A burguesia não quer Lula, quem o quer é o povo: 12/12 nas ruas

Eleições 2022

A burguesia não quer Lula, quem o quer é o povo: 12/12 nas ruas

Para derrotar o golpe e construir um governo popular, Lula Presidente!

Lula é líder das pesquisas de opinião, mas a vitória será difícil – Foto: Reprodução

Receba o DCO no Email

A candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é a única ligada à classe trabalhadora, com base social e sindical, capaz de interromper o golpe contra o Brasil iniciado em 2016.

A esquerda pequeno-burguesa, que vive a serviço e a reboque da direita, juntamente com setores bolsonaristas, acusa Lula de ser o candidato da burguesia, mas é um engano, um ataque à candidatura do petista. Lula tem relações comuns, de fato governou o país com ela de forma conciliatória por oito anos, mas foi duramente golpeado por essa burguesia, com apoio de muitos políticos daquela esquerda que fazem demagogia com o seu nome, como é o caso, por exemplo, do psolista Guilherme Boulos, contra quem uma bem documentada reportagem de investigação de Rui Costa Pimenta e João Jorge Pimenta denunciou suas ligações comprometidas e suspeitas com institutos e personagens imperialistas e golpistas na América Latina.

A candidatura de Lula está sendo alvo de ataques, sabotagens, mentiras e agressões há muito tempo. A campanha de ataques será intensificada agora em ano eleitoral. A vitória de Lula significa a interrupção do golpe. Segundo Rui Costa Pimenta, “Lula é tabu político, está sendo vetado”. Ninguém anuncia a agenda política dele, cuja última viagem à Europa mostrou muito prestígio e popularidade tanto com a esquerda quanto com a direita, inclusive com direitistas que apoiaram o golpe imperialista de 2016. Apesar dessa boa relação, ele não será aceito pelo regime, inclusive terá que enfrentar diversos planos, como o fim do presidencialismo, dentre outras manobras.

A candidatura de Lula representa mais soberania e respeito para os países da América Latina, apesar de todas as dificuldades e vacilações do maior partido de esquerda da América, que é o PT, que precisa mobilizar suas bases, sindicatos, associações e centenas de militantes para apoiar a candidatura de seu maior líder político.

No próximo dia 12 de dezembro, na Avenida Paulista, em São Paulo, uma quantidade significativa de trabalhadores de várias regiões do país irão comparecer ao ato em prol da candidatura de Lula. A convocação desse ato, sabotado pela esquerda pequeno-burguesa, foi uma iniciativa democrática, decidida coletivamente por vários militantes e organizações na Plenária Nacional do Bloco Vermelho, realizada nos dias 6 e 7 de novembro em São Paulo.

Antônio Carlos, da Corrente Sindical Causa Operária, dirigente nacional do PCO, convoca todos para esse ato e diz que ele “dará continuidade à luta dos setores classistas do Movimento Fora Bolsonaro contra a política de destruição do movimento, desejada pela direita e defendida pelos setores pequeno-burgueses da esquerda que defendem a política de derrotas da frente ampla com a direita golpista.”

A Frente Ampla, em crise e sem um candidato viável, o que ficou explícito na fracassada prévia presidencial do PSDB – principal partido do golpe -, irá atacar de todas as maneiras a candidatura de Lula, pois esse agrupamento golpista não tem voto, senão apoio da burguesia para manter esse estado de calamidade que se encontra o Brasil sob a (in)gerência de Bolsonaro, o qual poderá ser apoiado por essa Frente golpista para não deixar Lula e o PT chegarem novamente ao poder, como indicam todas as pesquisas feitas pelos próprios institutos golpistas.

Ainda segundo Antônio Carlos, o ato do dia 12, que deverá reunir uma massa de militantes aguerridos, “é uma iniciativa também que vai contra as manobras da direita de controlar a candidatura de Lula, como a campanha em favor de um vice golpista, como Alckmin, para a maior liderança popular do País.” A direita golpista, na impossibilidade de barrar a candidatura de Lula ou vencê-lo nas eleições, mesmo após todas as sabotagens e manipulações, tentará controlá-la de todas as formas maios vis possíveis.

Por isso, diante de todos os ataques que Lula já vem sofrendo da direita, da extrema-direita e da esquerda pequeno-burguesa(que está e precisa continuar sendo desmascarada, pois continua a serviço da burguesia contra Lula e o PT), é preciso tomar novamente as ruas, convocar os trabalhadoras das fábricas, favelas, os sindicatos, associações e todos os militantes que querem um país soberano, livre da política violenta do neoliberalismo, a fim de que Lula no governo possa fazer um mandato o mais popular possível, pois precisaremos continuar nas ruas para que deixem ele fazer um governo que favoreça a população e ponha fim a esse regime fascista de fome e miséria que a direita dita liberal e “civilizada” nos jogou.

Dia 12 de novembro, em São Paulo, todos às ruas com o Bloco Vermelho para continuarmos a luta contra o golpe e pela vitória popular de Lula Presidente!

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.