Economia
Em sua participação em um evento organizado pela XP investimentos, Armínio Fraga defendeu a política de Teto de gastos e pediu seu reforço.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
arminio-fraga-2014-207
Armínio Fraga, defensor da política de matar o povo de fome. | Reprodução.

O ex-presidente do Banco Central e ministro do governo Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Armínio Fraga, afirmou no evento Brasil 2021 em Debate, organizado pela XP investimentos, que a política do Teto de Gastos é a principal política do país e que deve ser reforçada.

Em seu ponto de vista, o Teto de Gastos deve ser complementado por reformas neoliberais na estrutura do Estado e na economia. As duas principais são a tributária e do Estado.

Fraga é um reconhecido representante dos bancos e do capital financeiro  internacional no país. Cabe destacar que ele financiou o candidato a vereador do PSOL em Duque de Caxias (RJ).

A austeridade fiscal é responsável por levar a população a uma situação de catástrofe social, ao mesmo tempo em que potencializa o lucro dos bancos e grandes capitalistas.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas