Argentina: senado começa a votar a legalização do aborto até a 14ª semana de gestação

Às vésperas de votação no Senado, Argentina se divide em relação a aborto

Da redação – Nesta quarta-feira, dia 08, o senado argentino votará um projeto de lei para legalizar o aborto e, assim, poderá se juntar a um grupo de outros 63 países, como Alemanha, Austrália, França e Suíça, onde a prática já foi regulamentada.

O projeto busca autorizar o procedimento até a 14ª semana de gestação.

Ao redor do mundo, até o momento, além dos 63 países onde o aborto é permitido, existem outros 13 onde ele é amplamente aceito, com restrições quanto à quantidade de semanas de gestação. Em Singapura, por exemplo, a mulher pode abortar até a 24ª semana.