Argentina: funcionalismo público vai ficar sem aumento de salário até 2020

macri

Da redação – A política neoliberal de Mauricio Macri na Argentina está levando o país ao caos, voltando a emprestar dinheiro do FMI (Fundo Monetário Internacional) e agora, para diminuir o déficit fiscal, o governo congelou os salários dos funcionários públicos até o fim de 2019 com a pretensão de economizar mais de 20 bilhões de pesos argentinos –cerca de R$ 2,8 bilhões.

Os neoliberais publicaram decreto oficial nesta 3ª feira, dia 10, suspendendo também a compra de veículos oficiais pelo governo, reduziu o percentual destinado a viagens para o exterior, bonificações ordinárias dos funcionários e novas contratações.

O presidente afirmou que “a qualidade de uma gestão pública depende do cumprimento do princípio da economia, ou seja, o funcionamento da administração pública depende da utilização racional dos recursos públicos“. Porém, contraiu um empréstimo de US$50 bilhões do FMI, em parcelas durante 36 meses e fará os trabalhadores argentinos pagarem a conta por sua político entreguista que levou a taxa de juro a 40% e levando o peso argentino a perder 22% de seu valor.

Essa política neoliberal de destruição das economias por toda América está sendo levada a cabo novamente pelo imperialismo norte-americano, com quem Macri se encontra sempre que pode, bem como o golpista Michel Temer que toma as mesmas medidas no brasil. O golpismo como sempre foi na história é de conjunto e quem paga com a miséria é a classe trabalhadora.