Menu da Rede

Aumenta a crise da burguesia

Após Serra e Alckmin, Aécio também é acusado de corrupção

A esquerda precisa ficar atenta a toda essa movimentação, que, com certeza irá se voltar contra os trabalhadores, suas lideranças e organizações.

Tempo de Leitura: < 1

A alta cúpula tucana, ligada ao imperialismo dos EUA – Foto: reprodução

Publicidade

Após os tucanos José Serra (PSDB) e Geraldo Alckmin (PSDB) serem acusados de corrupção, a investigações da Polícia Federal e do Ministério Público de São Paulo no âmbito da Lava Jato, afirma terem encontrado indícios de repasses irregulares que somam cerca de R$ 1 milhão à campanha presidencial de Aécio Neves (PSDB-MG) em 2014.

Segundo a imprensa burguesa, o empresário Mino Mattos Mazzamati, preso na Operação Paralelo 23 ainda nesta semana – está que teve o senador José Serra (PSDB-SP) como alvo – teria admitido aos investigadores que recebeu pagamentos por meio de caixa 2 pela prestação de serviços à campanha presidencial de Aécio, que hoje ocupa uma cadeira na Câmara dos Deputados.

A crise dentro do bloco golpista está levando toda direita à uma guerra aberta. Setores da polícia federal controladas por Bolsonaro e militares, estão tomando coragem  ameaçando a alta cúpula a burguesia ligada ao imperialismo, o PSDB, após se sentirem ameaçados. Somando-se a isso, setores da Lava Jato e do STF também descerem golpes aqui e acolá.

A esquerda precisa ficar atenta a toda essa movimentação, que, com certeza irá se voltar contra os trabalhadores, suas lideranças e organizações.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Populares na Rede
[wpp range="last24h" limit="3"]
NA COTV

70 ANOS DA REVOLUÇÃO CHINESA - COM RUI COSTA PIMENTA (CURSO COMPLETO)

195 Visualizações 2 horas Atrás

Watch Now

Send this to a friend