Capitalistas assassinos
A direita decidiu matar o povo. Doria, Bolsonaro, Witzel, Zema, toda a burguesia reabriu o comércio no pico de contágio para salvar o lucro e sacrificar os trabalhadores.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Presidente eleito, Jair Bolsonaro, durante encontro com os governdores eleitos, no CICB. Brasilia, 14-11-208. Foto: Sérgio Lima/Poder 360
Assassinos do povo, Doria e Bolsonaro | Foto: Sérgio Lima/ Poder 360

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta sexta-feira (24) uma nova quarentena de duas semanas para todas as cidades do estado, após permitir a reabertura criminosa do comércio por pressão dos capitalistas genocidas.

O decreto impõe o isolamento entre os dias 27 de julho e 10 de agosto, sendo essa a oitava quarentena no estado.

De acordo com o governo tucano, os três principais índices que medem a propagação da pandemia do novo coronavírus – o número de casos, número de mortes e quantidade de internações – apresentaram queda de, respectivamente, 5%, 3% e 4%.

Fato é, que a direita decidiu matar a população ao reabrir o comércio em meio ao pico de contágio. Agora, temos uma segunda onda em desenvolvimento junto ao pico da primeira onda, e toda a imprensa, políticos como Doria, ditos “científicos”, todos calados sobre a tragédia que está se desenvolvendo.

Vivemos hoje o pior cenário que se poderia imaginar, onde os banqueiros decidiram lucrar com a morte do povo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas