Rio de Janeiro
Eduardo Paes (DEM) já trata com o presidente da Câmara dos Vereados, também do DEM, para transição de governo.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
eduardo-paes-marcelo-crivella-1 GRANDE
Eduardo Paes (esq.) e Marcelo Crivella (dir.). | Foto: AP Photo / Leo Correa

Nem a cadeira do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), esfriou após a sua prisão, o prefeito bolsonarista eleito, com ajuda da esquerda pequeno burguesa, Eduardo Paes (DEM), já começou as tratativas do processo de transição com o presidente da Câmara dos Vereadores, Jorge Felippe (DEM). O anúncio foi feito nas redes sociais de Paes.

Com a prisão de Crivella, Jorge Felippe está no comando da prefeitura do Rio de Janeiro, já que o vice prefeito, Fernando MacDowell, faleceu em maio de 2018, vítima de um ataque cardíaco. Felippe, como um pavão, anunciou, na sua conta pessoal do Twitter, que “o Rio de Janeiro tem prefeito”.

Fica claro que a prisão de Crivella não tem nada de um ato de justiça, no seu sentido mais abstrato, mas foi um ato político. Isto permite que o Democratas assuma a prefeitura do Rio de Janeiro antes mesmo da posse oficial do prefeito, de modo a “organizar” a prefeitura do jeito que os membros do antigo partido da ditadura querem.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas