Venezuela
Após sanções contra presidente e outros membros da diretiva da Assembleia Nacional que se negaram a aceitar a eleição ilegal de Guaidó
FILE PHOTO: Venezuela's President Nicolas Maduro speaks during a news conference at Miraflores Palace in Caracas, Venezuela, March 12, 2020. REUTERS/Manaure Quintero/File Photo
Maduro | Foto: Reprodução

Maduro ordenou a retirada da embaixadora da União Europeia da Venezuela em um prazo de 72 horas após novas sanções da UE sobre personalidades do país. As sanções atacam diretamente a diretiva da Assembleia Nacional eleita em janeiro, em uma seção em que Guaidó se autodeclarou presidente nacional da assembleia.

Segundo Maduro, a União Europeia não tem o direito de fazer ameaças e sanções contra a Venezuela para impôr suas vontades sobre o país.

Relacionadas
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Randy Moro Guaido
Randy Moro Guaido
11 dias atrás

Mais uma prova do desgoverno de Maduro, que já é uma ditadura totalitária