Siga o DCO nas redes sociais

Pré-sal
Após leilão fracassado, Bolsonaro vai tirar preferência da Petrobras
Governo vai apoiar projeto de Serra (funcionário das grandes petroleiras norte-americanas) que tira a obrigatoriedade de partilha com a Petrobras pelas companhias estrangeiras
09122008 - -plataforma-p-51-da-petrobras-petroleo-pre-sal-combustiveis-1537815396478_v2_900x506
Pré-sal
Após leilão fracassado, Bolsonaro vai tirar preferência da Petrobras
Governo vai apoiar projeto de Serra (funcionário das grandes petroleiras norte-americanas) que tira a obrigatoriedade de partilha com a Petrobras pelas companhias estrangeiras
Plataforma P-5 da Petrobras. Foto: Felipe Dana/Agência Petrobras
09122008 - -plataforma-p-51-da-petrobras-petroleo-pre-sal-combustiveis-1537815396478_v2_900x506
Plataforma P-5 da Petrobras. Foto: Felipe Dana/Agência Petrobras

Da redação – Após o fracasso do leilão do pré-sal, realizado hoje (06), o governo ilegítimo e entreguista de Jair Bolsonaro decidiu apoiar o projeto do fantoche imperialista José Serra (PSDB) que acaba com a preferência da Petrobras nos contratos de exploração e produção de petróleo no litoral da região Sudeste.

O anúncio foi feito por Renata Isfer, secretária de Petróleo e Gás do Ministério de Minas e Energia, logo após o chamado megaleilão. Ele foi uma fracasso, uma vez que, das 14 companhias estrangeiras habilitadas, apenas metade participou e duas das quatro áreas que estavam disponíveis para leilão não receberam proposta. Das duas que restaram, a Petrobras adquiriu toda a participação em uma e 90% da participação em outra, em consórcio com empresas chinesas.

Assim, o governo entreguista percebeu que é preciso revisar as regras do setor de petróleo, para garantir totalmente a passagem dessa riqueza nacional aos seus financiadores, os grandes monopólios estrangeiros. “A partilha [da qual a Petrobras, hoje, tem direito] afeta a atratividade”, afirmou Isfer, demonstrando a absoluta subserviência do governo Bolsonaro às grandes petrolíferas.

A imprensa burguesa também faz a mesma propaganda, que, na verdade, é muito antiga. Trata-se de capachos do imperialismo pagos para entregar o petróleo aos monopólios. Dizem-se nacionalistas, mas estão a serviço das companhias das potências capitalistas e não do povo brasileiro e de suas riquezas nacionais.

O governo Bolsonaro é uma farsa. Enquanto faz propaganda de ser patriota, ataca brutalmente a soberania nacional e entrega o Brasil inteiro aos seus chefes imperialistas. A classe trabalhadora deve colocar abaixo esse governo, sem se aliar com a burguesia e a direita, porque só ela tem a capacidade de enfrentar concreta e diretamente o imperialismo. Fora Bolsonaro! O petróleo é nosso e deve ser controlado pelos trabalhadores brasileiros!