Agravamento da crise
Com mobilizações cada vez mais radicalizadas, o recém empossado Manuel Merino cai em meio ao agravamento da crise
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
o-presidente-interino-do-peru-manuel-merino-toma-posse-apos-a-retirada-do-presidente-martin-vizcarra-do-cargo-em-um-processo-de-impeachment-1605095874307_v2_1920x1279
Posse de Manuel Merino como presidente do Peru após um golpe | Foto: reprodução

O presidente do Peru, Manuel Merino, que assumiu a presidência da República após a destituição do ex-presidente Martín Vizcarra, renunciou neste domingo. A queda ocorreu após a radicalização das manifestações, repressão, mortes e renúncia dos ministros.

Nesse momento, a crise se agrava e o regime caminha para um colapso total.

“Neste momento em que o país atravessa uma das maiores crises políticas, apresento minha renúncia à presidência da República”, declarou em mensagem transmitida pela televisão à nação.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas