Após golpe, empresários tentam resgatar o Fies

fies

Os tubarões do setor de educação superior têm defendido a retomada do Fies, Programa de Financiamento que minguou com o golpe, o governo ilegítimo sinalizou contra a retomada do programa.

Entidades representativas do ensino privado, a Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES) e o Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior (Semesp), marcaram uma reunião em dezembro com o golpista e ilegítimo Jair Bolsonaro para mostrar as modificações no Fies.

No entanto o governo desmarcou a reunião com o setor educacional. A proposta era diminuir a inadimplência e a baixa adesão de alunos com pedidos para que o governo financie uma parcela maior do valor dos cursos ou que adeque melhor a cobrança à capacidade financeira do estudante.

Apesar de todas essas propostas em favor dos tubarões do ensino privado, o governo do golpe tem como objetivo destruir a indústria nacional com o “estado mínimo”, onde o que será favorecido é o capital internacional e o imperialismo.

A proposta dos empresários do ensino privado tem como objetivo a privatização do serviço público e com isso um maior lucro para eles com o dinheiro público. Na etapa do capitalismo é o Estado que alimenta todo o setor privado das universidades

Somente a mobilização dos professores e estudantes contra todas as maldades dos golpistas e seus lacaios vamos barrar os desmandos e a destruição do ensino.