Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

O jornal O Globo, da família Marinho, o principal órgão da imprensa capitalista envolvido no golpe de 2016 contra o governo do PT de Dilma Rousseff, aprofundou sua campanha pela privatização da ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos).

Neste domingo (18), o jornal golpista publicou uma matéria pedindo a privatização imediata dos Correios, com o argumento de que a empresa está numa crise terminal, que se aprofundou nos últimos três anos.

A matéria intitulada “após três anos de prejuízos bilionários, Correios perdem fôlego para sair da crise” dá como irreversível a falência da maior empresa do Brasil no ramo do mercado postal, e apresenta a solução: a saída é sua privatização, a entrega do patrimônio do povo brasileiro para os tubarões do mercado postal.

Corroborando nossa análise, esse aprofundamento da campanha da imprensa golpista contra a empresa pública se dá justamente no momento em que a categoria dos Correios acaba de perder o plano de saúde gratuito que possuía, para assumir um plano de saúde que será custeado por seus rebaixados salários.

A imprensa golpista se utiliza de todas as mentiras contadas pela direção golpista da ECT para defender sua privatização, como a de que a empresa está no “vermelho”, falindo, prestes a se transformar em uma caloteira no mercado.

É preciso denunciar a manobra que apresenta os Correios como empresa falida, para impedir a sua entrega à preço de banana para grandes capitalistas internacionais, que só pensam em sugar ainda mais essa empresa lucrativa e que, com certeza, caso haja a privatização,  irá demitir milhares de trabalhadores.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas