Após destruir Mais Médicos, Bolsonaro anuncia o fim do programa

mais médicos

Da redação – O governo golpista está acabando com o Programa Mais Médicos, em mais um ataque aberto contra  os milhões de trabalhadores brasileiros.

A falácia do momento é que o governo pretende substituí-lo por um novo projeto, ainda em planejamento pela golpista, Mayra Pinheiro, secretária de gestão no trabalho e educação em saúde do Ministério da Saúde, cargo responsável pelo Mais Médicos.

Segundo a responsável, a ideia é que o último ciclo de vagas abertas se encerre nesta semana, e a partir disso, não serão mais feitos editais.

Os médicos que estão no programa vão continuar em seus postos de trabalho até o final de seus contratos, com duração de três ano. 

Após as declarações de guerra do presidente eleito pela fraude, Jair Bolsonaro, que atacou a melhor medicina do mundo, os médicos cubanos foram retirados do país pelo governo em forma de rechaço a posição abertamente imperialista dos serviçais brasileiros.

Foram abertas vagas para substituição, mas como os médicos brasileiros são esmagadora maioria da burguesia, inimiga dos trabalhadores, as inscrições para o programa foram um fracasso completo.

É preciso lutar contra o golpe de conjunto, não contra cada medida individualmente, pois, agora, veremos a volta a vinte anos atrás, onde os trabalhadores mais pobres não tinham acesso nenhum à saúde. É preciso denunciam em todas as esferas da sociedade, organizando os trabalhadores da saúde para enfrentar essa destruição do SUS, da saúde pública e o ataque ao funcionalismo público em geral.