Perseguição política ao PT
Com 15 anos de atraso e após toda a campanha criminosa da imprensa e da burguesia, se verificou que os petistas não haviam cometido crime algum
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
josé genoíno
O petista José Genoíno | Imagem: Andre Borges/FolhaPress

Em decisão tomada na última terça-feira (18), o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), em Brasília, extinguiu a punição a Delúbio Soares, ex-tesoureiro do PT e a José Genoíno, ex-presidente do partido. Ambos eram acusados por falsidade ideológica em Ação Penal gerada a partir do caso Mensalão. A decisão por inocentá-los vem após 15 anos de campanha mentirosa e golpista da parte da imprensa e da burguesia.

Genoino, na época presidente do PT, e Delúbio foram acusados de simular empréstimo junto ao Banco de Minas Gerais (BMG). Os petistas foram denunciados por falsidade ideológica.

Hoje inocentado, Delúbio classifica a decisão do TRF1 de uma grande “vitória política” para ele e para seu partido. Ele afirma:

“Com o decorrer do tempo, vou mostrando ao povo brasileiro que não cometi nenhum crime e que todas as acusações criminais a mim imputadas são derivadas da perseguição empresarial, midiática e dos setores conservadores contra o Projeto Democrático e Popular representado pelo PT e seus aliados”

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas