“Apoio” de Lula à candidatura de Boulos expõe racha do PSOL

O PSOL (Partido Socialismo e Liberdade) realizou no último sábado (3) sua Conferência Cidadã, oportunidade na qual lançou como chapa de pré-candidatura à Presidência da República o professor universitário de filosofia, também conhecido pela atuação em movimentos sociais por moradia, Guilherme Boulos, juntamente com a líder indígena, coordenadora da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB), Sônia Guajajara.

Durante a cerimônia, foi exibido um vídeo de Lula aparentemente apoiando a candidatura de Boulos, em que o ex-Presidente disse respeitá-lo e que jamais pediria para ele não se candidatar.

Inconformado com a decisão da direção do Partido e com o “apoio” de Lula, outro pré-candidato pela sigla, Plínio de Arruda Sampaio Júnior, vulgo Plininho, se manifestou enfaticamente contra a escolha de Boulos e contou com o apoio de outras figuras de peso no Partido, tais como, Luciana Genro, Babá e Renato Cinco.

Em nota oficial lançada via seu próprio Facebook, Plininho não poupou palavras para criticar o que chamou de “absoluto desrespeito à democracia do PSOL”, por considerar que a direção do partido não respeitou e nem deu ouvidos à militância ao escolher a chapa de Boulos. Criticou também aquilo que definiu como “esdrúxula participação de Lula na Conferência Cidadã”. Ainda em sua nota via Facebook, convocou “a militância e as demais pré-candidaturas verdadeiramente partidárias a realizar um protesto no dia 7 de março, às 18h, na porta da ABI, no Rio de Janeiro, e a promover um grande ato no dia 9 de março, em São Paulo”, com as palavras de ordem “Lula, tire as mãos do PSOL”, “PSOL sem Lula”, “Prévias já”.

Além da nota, também circula nas redes sociais um vídeo de Plininho criticando duramente seu Partido, o qual chamou de “legenda de aluguel”, “simulacro” e “falso”.

O detalhe é que Boulos oficializou sua filiação ao PSOL na tarde desta segunda-feira (5), em São Paulo, ou seja, dois dias após o lançamento da sua pré-candidatura.

Veja o vídeo: