Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Na última quinta-feira, dia 01 de março, o candidato à presidência pelo PDT, Ciro Gomes, deu entrevista à emissoraRascunho automático 299 Bandeirantes. Mais uma vez, revelando que seu papel é legitimar uma eleição sem Lula e se colocar entre esquerda e direita, defendendo essa última de apanhar da primeira.

Ciro Gomes disse que a polarização entre direita e esquerda estaria só na cabeça do ex-presidente Lula. A conclusão dele (em referência ao Lula) “é que ou é subordinado do PT ou do PSDB. Essa velha história de repartir o país entre coxinhas e mortadelas. Enquanto isso, o país sofrendo todos os tipos graves de problemas – coisas que deveríamos estar discutindo”

Entretanto, os graves problemas que o país está sofrendo começou com a direita arrancado a esquerda do poder, implantando um programa econômico que não contempla a vontade e necessidade dos brasileiros. Não teria porque realizar toda uma operação para trocar 6 por meia dúzia. Foi para aplicar uma política econômica neoliberal, que atende ao interesse dos EUA, golpe dado por eles. Totalmente oposto ao programa do PT. E para manter as medidas de miséria contra a população a direita chega a ponto de colocar tanque e fuzil nas ruas, começando pelo Rio de Janeiro.

Por que se não existe essa polarização, os trabalhadores, e até a própria esquerda, está levando tanta surra de quem?

Ou seja, agora que a esquerda tomou o golpe, deixa o golpe continuar. Sem essa de se defender e muito menos revidar. É para apanhar quieto.

E para deixar ainda mais claro que o candidato do PDT está na ala golpista; se coloca ao lado de Sérgio Moro (juiz que recorre aos “ensinamentos” do Homem-Aranha) e Deltan Dallagnol (do incrível Power Point), defendendo um julgamento que passou por essa seriedade de provas. “Eu acredito que o Tribunal não permita que ele (Lula) seja candidato”. “Com a lei da ficha limpa, numa situação parecida, nunca ninguém conseguiu se tornar candidato”.

Está claro que a função de Ciro Gomes como candidato é de defender uma eleição sem Lula. Isto é sem o verdadeiro candidato contra o golpe, contra a direita. Para isso, tenta convencer que o eleitorado de Lula não se revolte com mais esse avanço do golpe. Os golpistas torturam enquanto Ciro amarra a esquerda na cadeira. É preciso dizer com todas as letras; em um momento em que a direita está batendo o candidato do PDT venha, literalmente, segurar a esquerda é porque Ciro Gomes é de direita.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas