UJS apoia Mandetta
A direita utiliza a crise de epidemia do coronavírus para impôr seus planos de desmonte da educação.
mandetta-comemora-impeachment-da-presidente-1
O novo aspirante a herói nacional da esquerda pequeno burguesa, Luiz Mandetta, apoiou o golpe. |

Com a desculpa da quarentena, acordos com grandes operadoras são fechados, para prosseguir com o desmonte da educação pública.

O Ensino a Distância já acontece na USP (Universidade de São Paulo), UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) e em várias universidades do país. Estudantes já denunciam por todo o país que muitos universidades estão exigindo aulas online. Um ataque aos estudantes mais pobres que não tem condições de acesso a computador, reforçando o caráter elitista das instituições.

Em São Paulo, o golpista tucano João Doria já criou o Centro de Mídias da Educação de São Paulo, um programa de acesso virtual às aulas durante o período de quarentena.

Todo esse programa tem sido noticiado com ares de sofisticação por parte da mídia, mas o que não tem sido colocado em pauta, é o ataque dessa direita golpista contra a educação, uma vez que EAD não é paliativo contra a pandemia, mas trata-se de um ataque ao calendário escolar que precisa ser suspenso.

A burguesia está utilizando as suspensões das aulas devido a epidemia para impôr sua políica. O EAD é uma política da direita para sucatear a educação, mas só consegue avançar por causa da capitulação da UNE, dos DCEs e movimento estudantil que não mobilizam e nem enfrentam os ataques sofridos pelos estudantes.

Por exemplo, a UJS (Juventude do PCdoB) compartilhou em seu instagram imagem levantando a bola de Mandeta. Além de impulsionarem no Twitter a hasthtag #FicaMandetta.

O ministro da saúde nada mais é do que um dos golpistas de 2016, defensor do agronegócio e da privatização do SUS. Não é nenhum herói nacional, mas um capacho da direita brasileira.

Não faz sentido para a esquerda elogiar o ministro da saúde golpista que não tem nada de herói ou nem mesmo de um grande ministro. Tem apenas pequenas divergências em relação a quarentena com Bolsonaro, mas no fundamental apóia todas as políticas de destruição da saúde pública que resultou na situação que estamos vivendo.

Como disse o companheiro Rui Costa Pimenta em sua análise hoje exibida pela TV 247 e transmitida pela COTV, ”é a política do Conde Drácula versus Lobisomem, escolha seu herói.” Não tem como dar certo.

O movimento estudantil e popular precisa de uma política independente da burguesia. Nenhum apoio a Mandetta. Fora todos os golpistas!

Relacionadas