Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
hudaida destroy
|

A Arábia Saudita e os Emirados Árabes unidos, dois governos capangas dos Estados Unidos no Oriente Médio, bombardearam uma cidade portuária do Iêmen, Hudaida, onde moram 250 mil habitantes. A situação do Iêmen chegou em seus mais críticos graus desde o início do conflito, três anos atrás. Os campos de combate são o imperialismo, em aliança com a Arábia Saudita e os EAU, e os houthis, alinhados com a política do Irã, contra a invasão imperialista no Oriente Médio.

O ataque foi apoiado pelo antigo governo derrubado pelas milícias Houthis, que instauraram um comitê revolucionário para governar o país. Segundo ele, o ataque ao país é uma jogada importante para “libertar” o porto de Hudaida das mãos dos Houthis, também conhecidos como Ansar Allah. A imprensa burguesa vem fazendo oposição aos grupos revolucionários de milícias populares armadas, dizendo que eles seriam responsável pela fome no país e por diversos mortos.

Como se sabe, não passa de mentiras. Quem vem promovendo todos estes desastres no país são as sucessivas invasões e bombardeios do imperialismo no Iêmen. Calcula-se que em três anos mais de 10 mil pessoas já teriam sido brutalmente assassinadas pelo imperialismo. Isso sem falar da destruição da infra-estrutura e de diversos produtos, estagnando toda atividade produtiva, social e cultural do país. O recente bombardeio demonstra a covardia e a desumanidade do imperialismo. Fora o imperialismo do Oriente Médio!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas