Siga o DCO nas redes sociais

PSDB desmonta a saúde em SP
Aplicativo para marcar consulta nas UBS de SP do PSDB não funciona
Aplicativo fornecido pelo governo para agendar consultas médicas não funciona.
aplicativo-agenda-facil
PSDB desmonta a saúde em SP
Aplicativo para marcar consulta nas UBS de SP do PSDB não funciona
Aplicativo fornecido pelo governo para agendar consultas médicas não funciona.
Divulgação do aplicativo pela Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo
aplicativo-agenda-facil
Divulgação do aplicativo pela Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo

Vários pacientes têm reclamado da dificuldade para marcar consultas nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) utilizando o aplicativo do celular “Agenda Fácil”, feito pela prefeitura de São Paulo, supostamente para agilizar o serviço.

Paulo Santana, metalúrgico de 50 anos, relata ter tentado todos os dias, durante três semanas, agendar uma consulta com um clínico geral na UBS do Jardim Brasil, zona norte. Como se isso não bastasse, ao chegar na UBS no dia 5 de novembro, foi informado que a sua consulta havia sido cancelada. Ele não foi alertado nem pelo aplicativo, nem pelo pessoal da UBS do problema e diz: “afirmaram só que se eu quisesse remarcar teria que voltar pro final da fila.”

Paulo desistiu de usar o aplicativo e preferiu fazer o agendamento presencialmente. Foi à UBS às 6h da manhã para marcar a consulta e está será realizada apenas no dia 9 de janeiro. “Presencialmente é horrível, tem que pedir licença do trabalho apenas para agendar um horário e demora muito”. Outras 600 funcionários que trabalham na mesma empresa que Paulo perderam o convênio e passaram a precisar usar o SUS. Muitos desses também relatam dificuldade em agendar consultas pelo aplicativo.

Cristina da Silva, promotora de 27 anos, relata receber a mensagem “no momento não há vagas pelo aplicativo” há quatro meses, sempre que tenta marcar uma consulta usando o aplicativo, para a UBS Jardim São Jorge, zona oeste. “Ninguém tem paciência na unidade para explicar o que está acontecendo e acabo tendo que esperar horas para marcar um horário”. Não há funcionários para orientar sobre como utilizar o aplicativo e nem folhetos explicativos. Muitas pessoas idosas têm dificuldade em utilizar o “Agenda Fácil”.

Gisele Rosa Souza, técnica de enfermagem de 47 anos, afirma ter demorado quatro semanas para agendar uma consulta para a filha. Apenas quando chegou o dia da consulta, foi informada que o médico havia pedido demissão. “Eu entrei todos os dias no aplicativo para conseguir um encaixe e no final não serviu de nada, a UBS nem reagendou o atendimento”, relata Gisele. A consulta seria na UBS Malta Cardoso, Rio Pequeno, zona oeste.

Muitos usuários do aplicativo reclamam que quando há imprevistos ou mudanças, o “Agenda Fácil” não envia aviso algum para o paciente.

Cinicamente, a Secretaria Municipal de Saúde, da gestão de Bruno Covas, se resume a afirmar apenas que não há problema técnico algum com o funcionamento do aplicativo.

O governo do PSDB em SP está realizando um desmonte da saúde pública. Como todo governo direitista, eles só querem saber de privatizar tudo, o que deixa a população na mão das empresas prestadoras de serviço e dos preços que essas quiserem cobrar.

A fiscalização da qualidade desses serviços será feita de forma tosca, pois são empresas amigas dos políticos que ajudaram a eleger. Essa é a política do neoliberalismo.