Aparelho de ginástica: presídio organizado pelos golpistas faz o primeiro atentado à vida de Lula

fotodco11.04

Transformar a vida de Lula em um “terror”, esse é o propósito dos golpistas. A senha foi dada pela própria imprensa venal, que fez campanha sobre as “regalias” que Lula receberia na solitária reservada para ele na Polícia Federal. “Banho quente”, “banheiro privado”, “televisão” e até o direito ao banho de sol por duas horas diárias.

Mais a face do terror que parecia ser apenas para caracterizar a situação de Lula como um preso comum, portanto com os mesmos “direitos” de qualquer outro preso, salvo por alguma consideração por ter sido presidente da República, logo se mostrou bem mais ameaçadora, inclusive para a integridade física de Lula.

Os dois áudios que vazaram com diálogos entre controladores de voo e a tripulação que conduzia o ex-presidente dão mostras que é muito grave e extremamente preocupante até mesmo à vida de Lula. “Manda esse lixo janela abaixo”, assim se referiu um controlador de voo que deveria justamente zelar pela segurança do voo! Se os detratores de Lula não tiveram cerimônia em falar em diálogos que são gravados, portanto sujeitos a se tornarem públicos, como de fato ocorreu, o que dizer da segurança do ex-presidente feita totalmente por policiais golpistas?

Lula está cercado por todos os lados. Até mesmo à permissão para instalar equipamentos de ginástica por conta de seus problemas de saúde (é hipertenso) foi motivo de celeuma. Todas as ações vão no sentido de deixar absolutamente claro que Lula é um preso comum e como tal está à mercê do Estado.

Não é sem outro motivo que a cada dia se produz um novo atentado contra o ex-presidente. Agora, o sindicato dos delegados policiais federais quer transferir Lula diretamente para um quartel militar, o que, diante da evolução de um golpe militar dentro do golpe, poderá se configurar como a condenação à morte.

Cabe a esquerda que luta contra o golpe responder na mesma intensidade. Lula corre perigo de vida. Aumentar exponencialmente a mobilização por todo o país é o único caminho. É preciso transformar Curitiba em uma grande panela de pressão pela liberdade de Lula!