Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
trabajadores-de-emcomed-vs-bloqueo-3
|

Granma* – O governo estadunidense do presidente Donald Trump destinou, desde 20 de janeiro de 2017 até a data, segundo expôs o site Cuba Money Project, mais de 22 milhões de dólares para projetos de subversão contra Cuba.

A quantia total, precisou a fonte, inclui 2,7 milhões (2.762.161) de dólares para programas de migrantes na ilegal base naval estadunidense em Guantánamo; 2,5 milhões (2.533.701) para administração e vigilância e 162 618 dólares para iniciativas de recolocação em Havana.

O Departamento do Estado redigiu os nomes das organizações que receberam 1,3 milhão (1.320.804) de dólares da Fundação Nacional para a Democracia (NED), sublinhou o site Cuba Money Project. Segundo a fonte, a Usaid não divulgou os nomes dos grupos que se beneficiaram de um pagamento adicional de 206.535 dólares.

O Cuba Money Project mostrou que 14,3 milhões (14.386.098) de dólares foram para 42 organizações que operam dentro da categoria de projetos da denominada «promoção da democracia».

ENTRE OS MAIS BENEFICIADOS ESTÃO:

– 1.873.311 US$ – Instituto Republicano Internacional

– 1.740.784 US$ – Fundação Pan-americana de Desenvolvimento

– 1.442.000 US$ – Grupo de Apoio à Democracia

– 1.300.000 US$ – Direção Democrática Cubana

– 1.003.674 US$ – Evolução humanitária cristã evangélica para Cuba

– 694.877 US$ – National Democratic Institute

– 450.127 US$ – CubaNet

– 440.000 US$ – Associação Diário de Cuba

FONTE: CUBA MONEY PROJECT

* Os artigos reproduzidos não expressam necessariamente a posição deste diário ou do Partido da Causa Operária

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas