Ao contrário de Bolsonaro, comunidade escolar defende debate político nas escolas

cms-image-000612721

A maioria da população brasileira defende o debate de temas políticos e à educação sexual nas escolas, aponta uma pesquisa do Instituto Datafolha divulgada nesta segunda-feira (7).

O governo ilegitimo de Jair Bolsonaro quer eliminar o debate político de esquerda nas escolas brasileiras e tirou do currículo a educação sexual e o debate da diversidade de gênero.

Desde 2004, no Estados Unidos da América, o movimento “Escola sem Partido” quer proibir professores de debater política de esquerda em sala de aula, com o golpe de 2016 que tirou Dilma Rousseff, o cerco aos professores com a “escola sem partido” tem se intensificado.

Com a fraude que elegeu Jair Bolsonaro as escolas tem sido atacada nos sete dias de seu governo, uma das prioridades dos golpistas é eliminar toda a divergência que possa existir no país. A escola além de ser um lugar que há algum debate e um dos maiores orçamentos da União.

Somente com a mobilização dos professores, a comunidade escolar e a criação de milhares de comitês é que será possível barrar e derrotar o golpe e os seus lacaios.