Animal da espécie mais antiga do mundo, de 200 milhões de anos, é visto no Irã

x1080-cD0
Teerã, 15 abr (Prensa Latina)* – Considerada a criatura viva mais antiga do mundo, o camarão conhecido como Triops Cancriformis foi visto hoje em um pântano da localidade iraniana de Hamoun.
Uma reportagem da agência de notícias Tasnim informa que as fortes chuvas recentes reviveram a área úmida e, em suas partes de lama, os especialistas observaram o animal que se diz leva mais de 200 milhões de anos na Terra.

A localização da criatura é na província de Sistão e Baluchistão, sudeste do país.

Depois de uma seca prolongada, o pântano de Hamoun voltou à vida com as chuvas dos últimos dias e a possibilidade de que o velho camarão volte a seu habitat.

Por causa da depredação industrial humana, muitas das populações do Triops Cancriformis desapareceram na Europa e em outras regiões, e são consideradas uma espécie em extinção.

Apesar do desastre das inundações, há um lado bom dentro do mau, com uma segunda oportunidade para a vida selvagem que, devido à gestão descontrolada dos seres humanos, põe em perigo a existência do mundo animal e vegetal e, a longo prazo, a própria presença do homem no planeta.

* Os artigos reproduzidos não refletem necessariamente a posição deste diário e do Partido da Causa Operária