Imperialismo “raiz”
“Quando os interesses em jogo são vitais, … devemos fazer o que for necessário para defendê-los, incluindo, quando necessário, o uso unilateral do poder militar”
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Biden
Joe Biden, presidente eleito nos EUA | Foto: reprodução

O Partido da causa Operária durante todo o processo eleitoral dos EUA, destacou em sua análise da política internacional, que se enganavam aqueles que apontavam que o Democrata Biden traria de volta a civilidade na política externa dos Estados Unidos. Acreditando expulsar o “ monstro direitista” colocariam no poder o grupo mais belicoso do país , o mesmo que impulsiona há décadas os conflitos no Oriente médio ao encontro dos interesses do bloco imperialista liderado pelos EUA e seus aliados Europeus.

A revista digital New Eastern Outlook, especializada em geopolítica , publicou um artigo de Salman Rafi Sheikh em 30 de novembro último ,onde expõe declarações de Biden e de componentes do seu governo apontando a direção que tomará a política internacional do governo Democrata.

O presidente eleito durante a campanha prometeu “ restabelecer a política externa dos EUA “. Isto significa retomar as ações de intervenção na Síria e Oriente Médio, abandonadas em parte pelo governo Trump.  As declarações de Biden não deixam dúvidas de que será uma gestão intervencionista e militarizada como foi o governo Obama como objetivo de recuperar a influência do país na cena geopolítica mundial. Isto também fica evidenciado pelos possíveis ministros de gabinete indicados por Biden para os cargos de Secretários de Defesa e de Estado.

Para secretário de Defesa , o suposto nome é Michele Flournoy, aberta defensora da força militar para garantir os interesses Estadunidenses. Flournoy foi secretária de defesa estratégica de Bill Clinton e autora da Revisão Quadrienal de Defesa. A RDQ ( Revisão Quadrienal de Dedesa) que anunciou que os EUA não estariam mais vinculados à ONU no quesito uso de força militar . Na época declarou que  “quando os interesses em jogo são vitais, … devemos fazer o que for necessário para defendê-los, incluindo, quando necessário, o uso unilateral do poder militar” , intensificando as intervenções militares nos mais diversos países.

“ A melhor maneira de garantir a longevidade de um sistema internacional baseado em regras favorável aos interesses dos EUA é não recuar para trás de dois oceanos, reduzir os padrões americanos ou aumentar o nível de tolerância ao risco. O curso adequado é estender o poder e a liderança dos EUA na Ásia, Europa e Grande Oriente Médio – regiões onde as ameaças à ordem internacional são maiores e onde novas abordagens ou aplicação mais consistente de abordagens consagradas são mais urgentes.” . Esta declaração foi feita no Relatório de sua autoria denominado   “Extending American Power”.

Como secretária de Estado, a indicada seria Susan Rice, ex-embaixadora dos Estados Unidos nas Nações Unidas e Conselheira de Segurança Nacional no governo Barack Obama. Susan assim como Michele, é uma defensora do uso de força militar e uma das principais apoiadoras da Invasão do Iraque e da força na política externa.

Comemorar a vitória de Biden é mais uma ilusão sustentada pelo desconhecimento da política do partido democrata. Em prol de retirar a extrema direita do poder, a esquerda se une à direita que de civilizada não tem absolutamente nada e que intensificará os conflitos mundiais que destroem economias e vidas para garantir os interesses capitalistas do imperialismo mundial.

O lobo veste-se de cordeiro mais uma vez. Que isto sirva de exemplo para a esquerda Brasileira que insiste em formar a frente ampla com a direita “civilizada” serviçal do imperialismo e defensora do Neoliberalismo como política econômica a ser implementada no Brasil.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas