Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

A direção golpista do Banco do Brasil vem ameaçando os funcionários que detém comissões, que foram extintas no processo de mudança do quadro funcional e que optaram em não aderir ao novo plano. As comissões são aquelas em que o funcionário exerce a função de oito horas. No período da mudança houve uma pressão gigantesca por parte do banco para que todos aderissem ao novo plano. Aqueles que não o fizeram e preferiram manter a comissão de oito horas, estão sendo punidos pela direção do banco, que os mantém “estacionados” no mesmo setor em que trabalham, sem a possibilidade de ascensão na sua carreira bancária.

Agora a direção do banco partiu para uma nova ofensiva contra esses  trabalhadores. Estão chamando os funcionários individualmente e ameaçando os mesmos a aderirem as comissões de seis horas, o que gera rebaixamento salarial, através de assédio moral, com a perda da comissão, transferência compulsória, comprometimento de sua avaliação de desempenho profissional, o que pode até ocasionar a sua demissão, etc.

A direita golpista, que hoje está a frente da empresa, vem aumentando sistematicamente os ataques aos seus trabalhadores. Esse é mais uma das medidas que visa aumentar a exploração dos funcionários para beneficiar meia dúzia de parasitas capitalistas.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas