Amanhã, todos ao MASP às 17h contra a Reforma da Previdência

Reforma_Masp_003

Nesta quarta-feira a tarde, em São Paulo, será realizado um ato político da classe trabalhadora contra o desmonte da Previdência Social promovido pelo governo de extrema-direita do ilegítimo Jair Bolsonaro. A manifestação terá o Museu de Arte de São Paulo (MASP) como ponto de concentração, por volta das 17h.

O ato é convocado pelas forças que compõem a Frente Brasil Popular e serve como agitação para o ato nacional que ocorrerá no dia 12 em Brasília – onde é preciso encher de trabalhadores contra a votação da proposta no plenário da Câmara, que deverá ser aprovada ainda esta semana.

A Reforma da Previdência é um dos mais brutais ataques aos trabalhadores já desferidos por qualquer governo recente no Brasil, simplesmente acabando com a possibilidade de aposentadoria integral para o proletariado, para benefício dos grandes banqueiros – que não trabalham e enriquecem do parasitismo financeiro, roubando as riquezas do povo.

No entanto, ela não é o único ataque de Bolsonaro contra o povo. Além da Reforma da Previdência – que só não foi aprovada graças à mobilização da classe operária -, o governo golpista já impôs o corte de um terço da verba para as instituições públicas de ensino, a privatização de setores estratégicos fundamentais como refinarias e portos, a entrega em bandeja da base de Alcântara para os EUA, a destruição da indústria nacional ao encabeçar a assinatura do acordo do Mercosul com a União Europeia, a repressão feroz contra a população urbana e rural, e uma série infinita de medidas para acabar com a vida e os direitos mais elementares do povo brasileiro.

É por isso que não basta lutar contra medidas pontuais do governo. A luta tem que ser contra o governo e o golpe em seu conjunto. É preciso derrubar Bolsonaro, colocar abaixo o seu governo de completa devastação nacional. Só assim se poderá reverter essas medidas, não por meio de negociações institucionais – afinal, como a própria Reforma da Previdência tem mostra, o Congresso apoia todos os ataques de Bolsonaro contra o povo.

Tem que ser nas ruas a luta contra a Reforma da Previdência e pelo Fora Bolsonaro. Amanhã, todos de São Paulo ao MASP no ato contra o fim da aposentadoria, pelo fim do governo Bolsonaro!