Às ruas contra a ditadura!
Todos às ruas contra a ditadura do passado e a de hoje!

Por: Redação do Diário Causa Operária

Contra os atos fascistas chamados em todo o País, o Partido da Causa Operária e os comitês de luta, junto com demais organizações da esquerda, chamam toda população a tomarem as ruas neste dia 31. Assim como em anos anteriores, a data é marcada pela luta entre os fascistas, que comemoram o aniversário do golpe militar de 64, contra os trabalhadores, que, na defesa de seus direitos democráticos, expulsam das ruas a extrema-direita.

Tomar as ruas, expulsar os fascistas!

Endossando o chamado, na véspera das manifestações, diversas organizações de luta dos trabalhadores, assim como alguns dos principais partidos políticos da esquerda brasileira, se juntaram ao PCO nas convocação. O ato conta com o apoio de militantes do PT, sindicatos como os metalúrgicos de Porto Alegre, movimentos como o Anula STF, em Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Em outras cidades pelo país, como, por exemplo, em Araraquara, partidos como PSOL e PSTU confirmaram sua presença oficial na manifestação. Já no Rio de Janeiro, além de organizações como o PCO e os Comitês de Luta, movimentos como o Favela Não se Cala e Casa Nem também confirmaram presença e somam-se nos esforços de convocar a manifestação.

Um destaque importante também é a cidade de São Paulo, que apenas em seu evento de divulgação nas redes sociais, contou com a confirmação de quase mil pessoas. Na cidade, o apoio vem diretamente da base de muitos partidos da esquerda, sobretudo do PT, que se mostram dispostos a lutar contra o fascismo e impedir a volta completa da ditadura no país. O ato contará com a presença dos comitês Lula Livre, do Boteco Socialista, do Grupo por uma Arte Revolucionária e Independente e da bateria Zumbi dos Palmares.

Já em Brasília, o PCO e o Comitê Fora Bolsonaro, junto à AJR e demais organizações da esquerda, convocam o ato que tem presença confirma dos sem terra, por meio da FNL, convocada por José Rainha.

Gleisi Hoffmann, Vicentinho e muitos outros se somam à convocação

Em meio a grande tendência de mobilização, os atos ganharam um reforço importante, com o chamado da presidenta do PT, Gleisi Hoffman, para que todos se juntassem ao chamado do PCO e dos Comitês de Luta e se mobilizassem nas ruas contra os fascistas.

De acordo com as próprias palavras de Gleisi, “contra a ditadura de ontem e a ditadura de hoje”’ devemos ir às ruas. A presidenta do PT ainda pontua que as manifestações servem “para relembrar esta triste história e para dizer que não aceitaremos isso novamente no nosso país”. E, por fim, apoiando a iniciativa, conclui que “é muito importante, lutar contra a ditadura e a escalada autoritária a que o Brasil está submetido nesse momento com o presidente genocida Jair Bolsonaro”.

Além de Gleisi Hoffman e José Rainha, outras figuras da esquerda também endossaram o chamado aos atos. Foi o caso, por exemplo, do deputado Vicentinho do PT, que afirmou que “é muito importante participar dessa manifestação”, e convocou a mobilização declarando “ que esse dia 31 seja marcado pelo fortalecimento de nossa luta em defesa da liberdade e dos direitos”.

Assim como Vicentinho, André Constantine, que recentemente foi vítima da repressão ditatorial do governo ao denunciar o genocídio da PM nas periferias, também somou-se ao chamado. Constantine, que marcará presença no ato a ser realizado no Rio de Janeiro, chamou em vídeo toda a militância a participar da mobilização e expulsar os fascistas das ruas.

O dia 31 de março reflete a polarização política causada pelo golpe de Estado no país, evento que serviu diretamente para o crescimento da extrema-direita, e do fortalecimento da ditadura.

Somente há uma forma de barrar o crescimento dos fascistas no país, impedindo na força que ocupem as ruas, e travando uma forte mobilização contra todo o regime golpista. Por isso, é fundamental que todas as organizações de esquerda, que se colocam na luta contra o golpe de Estado e a ditadura, impulsionem esta mobilização e formem na luta, uma unidade que sirva para cortar pelo pescoço a sanha dos fascistas e derrotar o golpe de estado.

Por isso, é de extrema importância os atos deste dia 31, tomando as ruas contra a ditadura e o governo golpista.

Às ruas em todo país!

Sul

Porto Alegre (RS) – Esquina Democrática, 13h

Florianópolis (SC) – Catedral Metropolitana, 16h

Curitiba (PR) – Praça Santos Andrade, 16h

Sudeste

São Paulo (SP) – Vão do Masp, 15h

Araraquara (SP) – Praça Santa Cruz, 15h30

Rio de Janeiro (RJ) – Cinelândia, 13h

Volta Redonda (RJ) – Praça Memorial Zumbi, 13h

Belo Horizonte (MG) – Praça da Estação, 16h

Vitória (ES) – (Horário e local a confirmar)

Centro-oeste

Brasília (DF) – Biblioteca Nacional, 16h

Cuiabá (MT) – Praça Alencastro, 17h30

Campo Grande (MS) – (Horário e local a confirmar)

Goiânia (GO) – (Horário e local a confirmar)

Nordeste

Salvador (BA) – Praça Piedade, 14h

Porto Seguro (BA) – (Horário e local a confirmar)

Aracajú (SE) – (Horário e local a confirmar)

Maceió (AL) – Praça Centenário, 15h

Recife (PE) – Monumento Tortura Nunca Mais, 9h

João Pessoa (PB) – Praça da Paz, 9h

Natal (RN) – Shopping Midway, 15h

Fortaleza (CE) – (Horário e local a confirmar)

São Luís (MA) – (Horário e local a confirmar)

Teresina (PI) – Av. Frei Serafim, 16h

Norte

Rio Branco (AC) – Parque da Maternidade (Terminal Urbano), 9h

Macapá (AP) – (Horário e local a confirmar)

Palmas (TO)  – (Horário e local a confirmar)

Manaus (AM) – (Horário e local a confirmar)

Belém (PA) – (Horário e local a confirmar)

Porto Velho (RO) – (Horário e local a confirmar)

Boa Vista (RR) – (Horário e local a confirmar)

Europa

Portugal – Porto – Consulado do Brasil, 10h

Alemanha – Berlim – Embaixada Brasileira, 12h30

Inglaterra – Birmingham – West Midlands

Espanha – Barcelona – Praça de Sant Jaume

Áustria – Viena – Embaixada do Brasil, 15h30

Finlândia – Helsinque – Embaixada do Brasil, 16h

América do Norte

EUA – Nova Iorque – Embaixada do Brasil, 14h

Send this to a friend