Criança é assassinada no Rio de Janeiro pela PM

naom_59cd38889b75d

A Polícia Militar assassina do Estado do Rio de Janeiro, com a “desculpa” de cumprir mandatos de prisão contra o tráfico de drogas, fez mais uma vítima fatal, um aluno de apenas 14 anos que estava estudando.

Marcos Vinícius da Silva foi baleado na barriga, e estava a caminho da escola, pois acordou atrasado e não deu tempo para ele se abrigar na escola. O jovem não resistiu e faleceu.

Mais uma atrocidade foi cometida pela Polícia Militar em conjunto com o Exército que ocupa o Rio de Janeiro há mais de três meses, em nome do “combate às drogas” os policiais tem matado diversas pessoas e até crianças inocentes.

Com o avanço do golpe, os direitos estão sendo massacrados pelas políticas da direita, bem como foi acentuado o caráter fascista da polícia e daqueles que, ilegitimamente, estão no poder.

Torna-se, assim, urgente a necessidade da compreensão de que do povo pobre e negro deve ser a luta política. Lutar contra o golpe, os avanços da direita, bem como contra a intervenção militar que se alastra.

Os problemas na segurança, como se sabe, são uma farsa para justificar um regime militar no país. Os direitos são retirados em sua totalidade, ficando todas elas ainda mais a mercê dos fascistas. Lutar contra o golpe e contra a retirada de direitos.

O que está em marcha no Rio de Janeiro é um massacre contra a população, e, diante disso, é preciso constituir comitês de luta contra o golpe de Estado, contra a intervenção militar.