Alfenas-MG: Cresce a campanha contra o golpe e contra o fascismo nas escolas

013

O Comitê de Luta Contra o Golpe – Alfenas/MG tem realizado diversas atividades de campanha contra o fascismo nas escolas. Fascismo e censura que vêm aumentando através da chamada “escola sem partido”.

A primeira escola foi a Escola Estadual Padre José Grimminck, onde a campanha causou grande repercussão entre estudantes e professores e até debates em sala de aula. A repercussão se deu justamente porque o diretor da escola se incomodou com a campanha contra o fascismo e foi tentar tirar os cartazes na calada da noite.

Entretanto, isso causou indignação entre os alunos do Grimminck e até membros de outras escolas que se simpatizaram com a campanha. Houve até estudantes que enviaram vídeos para o comitê questionando a liberdade de expressão em sua escola. O que só comprova que os fascistas e seus adeptos são minoria e não são bem vistos, coisas que eles mesmos tem ciência disso por isso não se manifestam abertamente.

O resultado da campanha nessa primeira escola foi a união de estudantes do Grimminck, com alunos da escola estadual Dr. Napoleão Salles e do cursinho popular Pró-Unifal (da própria universidade de Alfenas). Os estudantes das duas escolas se juntaram, no último dia 27, para realizar a mesma atividade na escola Judith Vianna e na Unifal (Universidade Federal de Alfenas). A aceitação foi muito grande de alunos e professores. Os estudantes da escola Judith elogiaram seus professores que fizeram debates em sala de aula. E estudantes da Unifal que já lecionam aplaudiram a iniciativa relatando casos de censura que já vivenciaram.

No dia 29, da mesma forma, na escola Dr. Napoleão Salles foram colados os cartazes “abaixo escola com fascismo”, “fora Bolsonaro, liberdade para Lula” e entregue o jornal “Educadores em Luta” com contatos do comitê para docentes e alunos. A comunidade escolar também agradeceu a iniciativa.

Além de somar várias escolas de um município em pouco tempo é possível juntar muitas escolas e universidades de um estado e até do Brasil. Para isso, os comitês de luta contra o golpe de todo o país vão realizar Conferência Estadual Aberta de Luta Contra o Golpe em quase todos os estados no dia 16 de dezembro. Minas Gerais também! Nas conferências estaduais será discutido o planejamento da II Conferência Nacional Aberta de Luta Contra o Golpe.

O golpe vem atacando não só a educação. Por isso, todos os setores estarão presentes nas conferências. Todos às conferências estaduais de luta contra o golpe!