Empresas em meio a crise
O índice alemão ifo ligado ao sentimento das empresas tem maior queda desde a reunificação da Alemanha.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Engineer holding a laptop standing in a factory between machines and conveyors
Queda histórica reflete crise histórica. |

Da redação – Na Alemanha, o país com maior dinamismo econômico do mundo, o índice de sentimento das empresas caiu 10 pontos neste mês de março, saindo de 96 pontos para 86,1.

Essa foi a maior queda do índice desde a reunificação da Alemanha e menor patamar desde a última grande crise econômica, em 2008/2009.

A pesquisa que foi divulgada pelo instituto alemão ifo contrariou as expectativas de analistas apresentadas no The Wall Street Journal, do qual previam uma queda de menos de 9 pontos.

Por fim, o subíndice de expectativa econômica saiu de 93,1 para 79,7 em março.

Tais números são um reflexo da crise histórica que o capitalismo passa. As expectativas são de uma crise mais profunda que a de 2008.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas