Crise interna da burguesia
A ação visava permitir que o Ministério da Educação pudesse intervir na escolha dos reitores das universidades para colocar militares nazistas nos cargos
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Jair-Bolsonaro-e-Davi-Alcolumbre-by-marcos-correa-pr-655x437-1-655x430 (1)
Os golpistas, Davi Alcolumbre e Jair Bolsonaro | Foto: Congresso em foco

O presidente golpista do Senado, Davi Alcolumbre, devolveu nesta sexta-feira (12) a Jair Bolsonaro (sem partido) a Medida Provisória que permite ao ministro da Educação, Abraham Weintraub, intervir na escolha de reitores temporários para as universidades federais durante período de pandemia de coronavírus.

Na decisão, Alcolumbre afirma que a ação viola a Constituição. “O parlamento permanece vigilante na defesa das instituições e no avanço da ciência”, diz o presidente do Senado.

“Cabe a mim, como Presidente do Congresso Nacional, não deixar tramitar proposições que violem a Constituição Federal”, escreveu no Twitter.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas