Aborto legal na Argentina
O presidente argentino enviou nesta terça-feira ao congresso um projeto pela legalização do aborto no país.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
alberto_fernandez
Alberto Fernández, presidente da Argentina | Foto: Reprodução

Nesta terça-feira (17) o presidente da Argentina Alberto Fernández anunciou através das redes sociais que enviou dois projetos de lei para apreciação no Congresso para que todas as mulheres tenham acesso ao direito à saúde integral: a legalização do aborto e o programa de 1.000 dias.

“A legalização do aborto salva a vida das mulheres, e preserva sua capacidade reprodutiva, muitas vezes afetadas pelos abortos inseguros. Não aumenta a quantidade de abortos nem os promove. Só resolve um problema que afeta a saúde pública” afirmou Alberto Fernández.

O presidente da Argentina também disse que a legalização não implica uma carga a mais ao sistema de saúde. “As mulheres mais vulneráveis e em situação de pobreza são as maiores vítimas do nosso sistema vigente, por não poder custear o que um aborto implica.”

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas