Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Nicaraguan President Daniel Ortega arrives to the Juan Pablo II plaza to celebrate the 39th anniversary of the Sandinista revolution, in Managua, Nicaragua, Thursday, July 19, 2018. Nicaragua marked anniversary of the 1979 revolution against dictator Anastasio Somoza, despite an ongoing political crisis that has seen hundreds killed in a government crackdown on protesters seeking President Daniel Ortega's exit from office. (AP Photo/Alfredo Zuniga)
|

Caracas, AVN – A Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América – Tratado de Comércio dos Povos (Alba-TCP) condenou nesta quarta-feira a aprovação, por parte do Congresso dos Estados Unidos, da Lei de Investimento e Condicionalidade da Nicarágua (Nica), que limita a capacidade do país centro-americano para obter financiamento de organismos internacionais.

Um comunicado divulgado pelo chanceler da República Bolivariana da Venezuela, Jorge Arreaza, aponta que o instrumento legal visa asfixiar a economia, assim como gerar um cenário de desestabilização na Nicarágua, com o objetivo de derrubar o governo do presidente Daniel Ortega.

A Alba-TCP denunciou perante a comunidade internacional a nova agressão do governo estadunidense contra a Nicarágua, sendo um reflexo da política agressiva da administração de Donald Trump com os países da região.

Veja abaixo o comunicado na íntegra:

A ALBA-TCP rechaça a aplicação de sanções unilaterais por parte dos Estados Unidos com a aplicação da Lei de Investimento e Condicionalidade da Nicarágua

Os países da Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América – Tratado de Comércio dos Povos (ALBA-TCP) reiteram sua mais veemente condenta à violação das normais mais elementais do Direito Internacional e da Carta das Nações Unidas, através da aplicação de medidas coercitivas unilaterais como é a chamada Lei de Investimento e Condicionalidade da Nicarágua (Nicaraguan Investment and Conditionality Act, NICA).

A chamada Lei NICA não é somente uma agressão contra a Nicarágua, esta Lei constitui um novo insulto à independência e soberania de nossos povos da América Latina e o Caribe e uma clara evidência da política do governo dos Estados Unidos para nossa região.

A ALBA-TCP denuncia ante a comunidade internacional, e especialmente, ante nossos irmãos da América Latina e o Caribe, que esta nova agressão do governo dos Estados Unidos contra a Nicarágua, tem como único objetivo asfixiar a economia desse país irmão; afetar directamente o povo nicaragüense; gerar desestabilização e protestos, tudo com o propósito de derrubar o Governo de Reconciliação e Unidade Nacional que lidera o companheiro Daniel Ortega.

A ALBA-TCP expressa sua mais firme condenação à aprovação da Lei NICA e denuncia ante a comunidade internacional o governo dos Estados Unidos da América por esta nova agressão ao povo da Nicarágua. A ALBA-TCP reitera ao povo irmão e ao governo da Nicarágua sua plena solidariedade e apoio nesta nova batalha em defesa de sua independência e soberania.

Caracas, 26 de dezembro de 2018

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas