Alagoas: jovem é encontrado morto após ser agredido por guardas municipais e colocado dentro de viatura

7361875_x720

Da redação – Um homem que havia sido agredido por guardas municipais de Branquinha, cidade da Zona da Mata de Alagoas, e colocado dentro da mala de uma viatura no dia 28 de janeiro, foi encontrado morto dias depois, segundo a imprensa burguesa.

De acordo com o portal G1, do monopólio golpista Rede Globo, o homem foi encontrado morto dias depois de ser agredido e sequestrado pelos guardas, que foram afastados pela Prefeitura e estariam sendo investigados.

Vídeo divulgado hoje (07) mostra um grupo de jovens sendo abordado de forma truculenta, com a desculpa utilizada pelos guardas de que os jovens estavam discutindo em via pública. Como na época da ditadura militar, não se pode mais se reunir em local público que as forças de repressão já atuam no sentido de atacar, agredir, prender e inclusive assassinar.

Um dos jovens foi imobilizado pelos guardas e agredido com socos e tapas. Depois disso, ele foi colocado dentro da mala da viatura do corpo repressor. Identificado posteriormente como Anderson Alves dos Santos, de 18 anos, o jovem foi encontrado morto no último domingo (03).

A classe trabalhadora e a juventude negra e pobre precisa se organizar em comitês de autodefesa contra as arbitrariedades policiais e lutar pela dissolução de todos os corpos repressivos do Estado. Não é apenas a fascista Polícia Militar que está ao mando da burguesia para reprimir o povo, mas todas as polícias e guardas, ao contrário do que prega a esquerda pequeno-burguesa.