Ala abutre do PT já defende abertamente a reeleição do PSB em Pernambuco

oscar

Na semana passada, uma ala do Partido dos Trabalhadores de Pernambuco, em reunião com a Direção Nacional do partido, defendeu a aliança com o PSB nas eleições deste ano. Segundo a ala, é preciso “sair do isolamento” e, para isso, a alternativa a ser seguida seria apoiar a reeleição do governador Paulo Câmara, do PSB.

A expressão “sair do isolamento” está em todos os lugares onde se discute o futuro do PT. Uma ala direitista, que quer conciliar com os golpistas, vem defendendo a tese absurda de que os golpistas são mais populares do que o ex-presidente Lula ou do que o próprio Partido dos Trabalhadores. Se assim não fosse, não faria sentido dizer que quem está com Lula ou com o PT está “isolado”.

Em Pernambuco, o “sair do isolamento” já ficou muito claro que é, nada mais, que uma operação abutre para destruir a única possibilidade de oposição real ao regime político. A ala que entregou, na semana passada, um documento defendendo a reeleição do PSB é liderada por ninguém menos que Oscar Barreto. Oscar é um político tradicional do PT há muitos anos, que estabeleceu carreira junto com seu irmão, Osmar Ricardo. Durante os dias mais tensos da luta contra o golpe, quando o ex-presidente Lula estava sendo preso, Osmar Ricardo saiu do PT e foi para o PC do B, que é o principal partido da esquerda que defende abertamente a aliança com o PSB.

Além de ser um gravíssimo erro político – e não é um erro por falta de ingenuidade política, mas sim por pura cretinice -, a decisão da ala abutre é um enfrentamento direto ao próprio Congresso do Partido dos Trabalhadores, realizado no ano passado. No Congresso, a base do partido conseguiu aprovar que o PT lançasse candidatura própria, isto é, que não ficasse a reboque dos partidos golpistas.