Siga o DCO nas redes sociais

Contra o fascismo
Ainda dá tempo de vir a Ibiúna e participar da Universidade de Férias!
A universidade de férias mal começou, ainda temos uma semana inteira de cursos e uma série de atividades culturais e de lazer.
43-Universidade-de-Férias-1024x585
Contra o fascismo
Ainda dá tempo de vir a Ibiúna e participar da Universidade de Férias!
A universidade de férias mal começou, ainda temos uma semana inteira de cursos e uma série de atividades culturais e de lazer.
Rui Costa Pimenta ministrando aula em Universidade de Férias do PCO.
43-Universidade-de-Férias-1024x585
Rui Costa Pimenta ministrando aula em Universidade de Férias do PCO.

A Universidade de Férias começou na última sexta-feira, dia 17, inaugurando o ano do Partido da Causa Operária com um grande evento nacional, que está reunindo desde os primeiros dias, pessoas de todo país.

No dia seguinte, a primeira grande atividade do evento foi a tradicional Análise Política da Semana, realizada pelo companheiro Rui Costa Pimenta ao vivo diretamente da Universidade de Férias.

Os participantes, após a análise, tiveram um dia para se organizar no local, conhecer as atrações e descansarem, tendo sido realizada por fim, uma plenária de organização, com uma explicação geral de como funcionará a atividade nos próximos dias, além da apresentação de um calendário com os eventos da próxima semana – tudo isso junto ao delicioso jantar.

As primeiras aulas do curso, em si, vieram no domingo (19) durante o período da manhã, quando foi iniciado o curso de formação marxista cujo tema central é a luta contra o fascismo. Ao contrário do discurso vago e especulativo, com citações de ditos filósofos que nada tem de relevante para nossa sociedade, a Universidade de Férias trata o problema do fascismo não de forma meramente acadêmica, focando em anedotas históricas ou casos particulares de determinadas figuras, mas sim, com o claro objetivo de compreender de como os fascistas agem na política, quais são as suas nuances nos diferentes países, e que exemplos podemos tirar da experiência histórica como forma de combatê-los.

Desde então, os participantes tiveram a oportunidade de discutir o caso do fascismo na França – aulas 1 e 2 – e em Portugal – aula 3. O curso, no entanto, ainda está em seu início, e as atrações como os passeios, eventos esportivos e uma série de outras atividades continuarão a acontecer pelo restante da semana. Logo, para os companheiros que ainda não tiveram a oportunidade para vir nos primeiros dias da universidade, vale lembrar que o evento durará até o fim de semana, sendo finalizado apenas no dia 25.

Os temas a serem tratados envolverão ainda o fascismo espanhol, austríaco e japonês. Por isso não perca tempo, e venha participar da Universidade de Férias, no município de Ibiúna, a 70 km de São Paulo, podendo assim participar do maior curso de formação política da esquerda brasileira.