Siga o DCO nas redes sociais

Contra a fensiva fascista
Agressão a Glenn é uma amostra de que a direita precisa ser enfrentada
A agressão que Glenn Greenwald sofreu pelo fascista Augusto Nunes não deve ser tida como um episódio surpreendente, mas uma amostra clara de que não há diálogo com fascista
maxresdefault
Contra a fensiva fascista
Agressão a Glenn é uma amostra de que a direita precisa ser enfrentada
A agressão que Glenn Greenwald sofreu pelo fascista Augusto Nunes não deve ser tida como um episódio surpreendente, mas uma amostra clara de que não há diálogo com fascista
Augusto Nunes e o presidente golpista Jair Bolsonaro em coletiva pra Veja. Foto: Youtube
maxresdefault
Augusto Nunes e o presidente golpista Jair Bolsonaro em coletiva pra Veja. Foto: Youtube

No início da tarde desta quinta-feira (7), o jornalista fascista Augusto Nunes agrediu fisicamente o jornalista Glenn Greenwald durante o programa Pânico, na Rádio Jovem Pan. Ambos discutiam os vazamentos da farsesca Operação Lava-Jato, publicados pelo sítio The Intercept Brasil, quando Glenn lembrou o episódio em que Augusto Nunes incitou que o Judiciário deveriam investigar a vida pessoal de Glenn, dando a entender que o jornalista, casado com David Miranda, deputado do PSOL, estaria negligenciando o cuidado dos filhos. Nessa hora, Glenn afirma que Nunes era covarde, no que o jornalista fascista da Jovem Pan agride Glenn.

Sobre o ocorrido, o jornalista Glenn Greenwald afirmou que “este uso da violência e da força física no debate político é uma coisa muito grave. Agora estamos vendo, e isso não deve surpreender ninguém, que o movimento de Bolsonaro, do PSL está aplaudindo o uso da violência no debate político, porque eles são um movimento fascista, e fascistas pensam assim. Eles querem violência”. Como está dado, isso não deve surpreender ninguém, nem ser tido como um episódio isolado.

A atitude de Augusto Nunes é reflexo da política dos golpistas, que assim que assumiram o poder deram carta branca para seus seguidores agirem da forma que achassem melhor, incluindo todos os tipos de agressão que eles tanto reprimiram até o início do governo golpista e fascista. A resposta da esquerda em geral não deve ser a de ficar se lamentando, fazendo nota de repúdio, abrindo processo, nem nada do tipo.

Já está mais do que claro que os direitistas são verdadeiros bárbaros, sem nenhum tipo de escrúpulo ou noção, a única coisa que eles conseguem entender é a violência como forma de dominação contra a população, além de toda forma de opressão e exploração para sustentar uma burguesia parasita que se mantém em pé empurrando suas contas nas costas dos trabalhadores. O único caminho possível para esse imbróglio é a preparação do povo para a autodefesa e enfrentamento contra a direita, a resposta deve vir na mesma moeda. Caso contrário, a direita continuará vindo para cima com seus aparatos de opressão, e ainda irão comemorar.