Luta de classes
A revolução proletária é o único caminho contra a barbárie da guerra mundial capitalista
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
otan
OTAN é o imperialismo - imagem arquivo DCO |

Em recente discurso a adidos militares de países estrangeiros, o chefe do Estado Maior das Forças Armadas da Rússia, general Valery Guerasimov não teceu meias palavras para acusar a OTAN – Organização do Tratado do Atlântico Norte – de estar preparando uma guerra em larga escala contra os países “não alinhados”, particularmente a Rússia.

“Continua o trabalho na implantação de componentes de defesa de mísseis dos EUA na Europa. Nos países bálticos e na Polônia, nos mares Negro e Báltico, a atividade militar está crescendo e a intensidade dos exercícios militares do bloco está aumentando. Os cenários deles apontam para a preparação intencional da OTAN para o envolvimento de suas tropas em um conflito militar em grande escala”.

A OTAN foi o braço armado do imperialismo imposto sobre a Europa após a segunda guerra mundial e tem como papel central subjugar os povos de todo o mundo de acordo com os interesses do imperialismo, em particular sua maior potência, os Estados Unidos da América.

É denunciador dessa condição um outro trecho da declaração de Guerasimov:  “Qualquer passo dado pela Rússia no sentido de garantir a sua segurança militar, qualquer evento planejado e transparente para desenvolver o Exército e a Marinha, qualquer exercício é inequivocamente apresentado pelos propagandistas ocidentais e os falsos meios de comunicação social como uma ‘ameaça à paz’”.

De acordo com dados oficiais apresentados pelo Estado Maior russo, desde 2016, os países da OTAN  vêm aumentando sistematicamente os gastos militares, de US$ 130 bilhões (R$ 529 bilhões) naquele anos para uma previsão de US$ 400 bilhões (R$ 1,6 trilhão), em 2024.

O quadro que se apresenta nada mais é do que a expressão agudização da própria crise imperialista, isto é, do modo de produção capitalista. Já  desde o início do século XX o imperialismo foi o fenômeno capitalista, que apontou a profunda incapacidade desse modo de produção em desenvolver as suas forças produtivas e o que ocorria, em contrapartida, era o desenvolvimento das forças bélicas, destrutivas, que encontravam na morte, uma tentativa de manter o capitalismo.

O mundo de 2020 é o mesmo de 1920! Aliás é até muito mais agudo. Lutar pela revolução socialista para acabar com a barbárie é a única alternativa à terceira guerra mundial que está em gestação pelo imperialismo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas