Nos Estados Unidos
Ataque ocorreu na cidade de Nova Jérsei. A juiza saiu ilesa, mas seu marido foi ferido e seu filho morreu, com um tiro no coração
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
juiza esther salas
Juíza norte-americana Esther Salas | Foto: Sociedade Histórica da Corte do Distrito de Nova Jérsei dos Estados Unidos/Axel Dupeux

No último domingo (19), na cidade de Nova Jérsei, EUA, o advogado Roy Den Hollander, conhecido por suas afirmações fascistas nas redes sociais, invadiu a casa da juiza Esther Salas e abriu fogo contra sua família. Os tiros atingiram seu filho, que morreu na hora, e seu marido, que conseguiu sobreviver.

O advogado já havia se pronunciado de maneira racista contra a juiza em seu site, dizendo que ela era “uma juíza latina, incompetente e vagabunda nomeada por (Barack) Obama”.

Posteriormente, o corpo de Hollander foi encontrado em sua casa com um ferimento a bala, no que se presumiu ter sido um suicídio com arma de fogo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas