Operação Lava a Jato
Cristiano Zanin, um dos advogados do ex-presidente Lula, denuncia a apreensão de documentos em seu escritório que poderiam revelar mais crimes da operação lava a jato.
Cristiano Zanin (1)
Cristiano Zanin, um dos advogados do ex-presidente Lula. | Foto por: reprodução.
Cristiano Zanin (1)
Cristiano Zanin, um dos advogados do ex-presidente Lula. | Foto por: reprodução.

O advogado Cristiano Zanin, um dos advogados que realiza a defesa do ex-presidente Lula, teve seu escritório invadido por policiais da PF na manhã desta quarta (09), como parte de mais uma “fase” da operação Lava a Jato.

A operação que foi realizada sob decisão do juiz Marcelo Bretas, da “filial” da operação no Rio de Janeiro, que determinou busca e apreensão no escritório de Zanin por suposto “tráfico de influência” no STJ e no TCU com desvio de recursos do sistema S.

Zanin, denunciou a ação que aconteceu em um momento que documentos que estavam em seu escritório após anos de requisição à justiça e revelações importantes sobre a operação lava a jato estão sendo divulgadas e deixando claro a natureza da operação como parte de uma ação da burguesia imperialista para interferir na disputa política no país, tendo como alvo principal o ex-presidente Lula.

Relacionadas
Send this to a friend