Entrevista
“Nós acreditamos que esse governo criminoso, genocida, nascido do Golpe de Estado, tem que ser derrubado pelas ruas, pelos trabalhadores e pelo povo em geral”
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Sem título (1)
Adriano Teixeira | "Foto: Reprodução".

Entrevistamos o companheiro Adriano Teixeira, candidato a vereador do PCO em Paranavaí, sob o número 29029.

DCO: Quem é Adriano Teixeira?

Adriano Teixeira: Sou Adriano Teixeira, sou aqui de Paranavaí no Paraná e, sou candidato a vereador pelo Partido da Causa Operária.

DCO: Diga-nos como é que você conheceu Partido e, como é que a sua atuação dentro do Partido.

Adriano Teixeira: bom, depois de observar os partidos de esquerda diante do Golpe de Estado de 2016, vi que apenas o um partido, o Partido da Causa Operária estava, de fato lutando contra o Golpe.

O Partido da Causa Operária era o único partido de esquerda que tinha uma reivindicação para contra política de golpe que estava se instalando no país. Inclusive denunciando uma tendência golpista, infiltrada na esquerda, que vinha se arrumando para proscrição dos governo do PT, primeiro e, posteriormente, toda a esquerda.

A partir daí eu comecei a me interessar mais pelo Partido, eu já conhecia as análises políticas do companheiro Rui Costa Pimenta e me convenci de vez. E, a partir daí eu resolvi militar, me filiar no partido e, fazer parte desse partido de esquerda que é quem realmente luta pelos trabalhadores.

DCO: E como é que você atua dentro do partido?

Adriano Teixeira: bem, eu atuo como militante aqui em Paranavaí e, por enquanto, como militante estou só, tenho alguns contatos e desenvolvo o trabalho com o Coletivo João Cândido que o coletivo de negros do partido.

Certo também que faço parte do Comitê Estadual do Paraná e, desenvolvemos as caravanas políticas determinadas pelo Partido.

As atividades incluem a divulgação das políticas do Partido aqui na cidade de Paranavaí e em todo o Estado. Estamos conversando com a população e, muito importante, atuamos também no Conselho Popular que na cidade de Paranavaí.

O Partido deliberou que a gente tinha que fazer a Comitê de lutas e montar os mutirões e conselhos populares. Assim, foi realizado, foi montado aqui na cidade, nos bairros periféricos e, aqui onde eu moro, na Vila Operária, montamos o Conselho Popular.

Este instrumento de luta nos permitiu chegar mais próximo da população a orientar, com uma política revolucionária, na questão de saúde, a questão de hospitais, a questão de transporte, enfim legal e outros campos de trabalho.

DCO: Como é o programa do Partido para os negros, para as eleições?

Adriano Teixeira: sim, o Partido da Causa Operária, tem uma política concreta para a questão dos negros que nada tem a ver com a política demagógica, a política falsa em relação à situação dos negros.

Creio que esta política do Partido é a mais correta não só na pandemia e, na crise econômica que está se alastrando aí aliás é a única política revolucionária. Nós temos uma política concreta, de luta, para a população negra.

Através do Coletivo João Cândido, do Programa do Partido temos as respostas para o fim da repressão. Lutamos também pelo fim dos presídios (que não recuperam ninguém), pelo fim da Polícia Militar que, é um braço armado do Estado e, atua diretamente contra a população pobre e contra o povo negro geral.

DCO: Quais são as atividades do partido durante a campanha na sua cidade?

Adriano Teixeira: bom, aqui na nossa cidade, em Paranavaí, estamos realizando as atividades nas feiras livres. Temos feira livre aqui, praticamente, todos os dias. Elas se realizam em bairros né específicos. Toda semana, todo dia, é no bairro e tal a gente tem participado dessas feiras livres.

Outro local com muitos trabalhadores que temos frequentado é o terminal rodoviário, um lugar que tem uma circulação bem grande da população. Ali temos um tempo para conversar com o pessoal.

DCO: Fale um pouco da questão política.

Adriano Teixeira: conheço muita gente aqui em meu bairro. Moro aqui na cidade a mais de 25 anos. Tenho bastante conhecidos aqui na região e uma coisa que a gente tem que percebido, não é nada desconhecido em bairros periféricos, ou seja, os bairros pobres e empobrecendo ainda mais, a falta esgoto, saneamento, a população é bem carente e, essa gente carente começa a perceber que está sendo governada por governo criminoso, genocida,

Vejo a população que está preocupada com a questão do coronavirus, que vem se tornando o genocídio, não só na cidade, mais comum no país inteiro.

Questão de grande importância também é que nesses bairros estamos falando sobre a questão do Lula, Lula livre dos processos farsescos, Lula candidato. Estamos impulsionando uma campanha eleitoral e, ao mesmo temo, a candidatura do ex-presidente Lula em 2022.

Notamos que a população não tem só aceitado essa ideia, como ela reivindica também um Lula livre e candidato, com seus direitos preservados para a disputa eleitoral.

Esta tem sido, para nossa surpresa, a campanha mais fácil e aceta pela população. É mesmo um desejo da população que tenhamos o Companheiro Lula, eles pediram realmente que o companheiro Lula volte à presidência.

Diante da situação gravíssima, de aumento do desemprego, da carestia, dos desmonte das estatais, destaca-se questão da carestia do preço dos alimentos que afeta imediatamente aos trabalhadores. É uma questão imediata de sobrevivência.

O preço dos alimentos tem subido demais e os trabalhadores já estão no desemprego crescente e, o auxílio emergencial miserável, muitas vezes negado, mostra uma situação real de desespero da população do bairro onde eu moro. Por exemplo, o pessoal estão trabalhando um dia sim, um dia não, porque não tem a carteira registrada, é o “emprego” temporário, sem carteira e sem direitos.

Os trabalhadores então a mercê do trabalho precarizado, temporário e, essa situação está ficando cada vez mais grave.

DCO: Quais suas considerações finais?

Adriano Teixeira: bom, nosso partido não tem um candidato de si próprio, nós somos os candidatos do Partido, somos um coletivo, não há personalidade, mas ação de partido, de conjunto.

Todas as propostas dos trabalhadores esbarra nesse governo golpista, por isso levamos a reivindicação do fora Bolsonaro.

Nós acreditamos que esse governo criminoso, genocida, nascido do Golpe de Estado, tem que ser derrubado pelas ruas, pelos trabalhadores e pelo povo em geral.

Em especial para população pobre e para os negros é urgente a palavra de ordem e a ação pelo fora Bolsonaro que se completa com a candidatura do ex-presidente Lula, candidato, com processos fraudulentos anulados.

E nós estamos trabalhando para mobilizar a população, que ela se organize e derrube os golpistas que, coloque a baixo todo o Golpe de Estado que foi montado para esmagar os negros, pobres e trabalhadores.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas