Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
adélio-bispo
|

Da redação – O presidente ilegítimo Jair Bolsonaro se reuniu na segunda-feira (25) com a Polícia Federal, que explicou o caso da situação Adélio Bispo.

Segundo a PF, até agora, não há indícios que Adélio Bispo teria participado conjuntamente para realizar o atentado contra Bolsonaro. Ou seja, ainda não acusando ninguém além de Bispo pelo ocorrido.

Entretanto, essa possibilidade não está fora de cogitação. A revista Exame diz o seguinte sobre o caso:

O delegado do caso afirmou ao Estado que a análise do material permitiu afirmar que “a motivação foi o inconformismo político em relação ao candidato Jair Bolsonaro”. Bispo, disse o delegado, se disse adepto da ideologia política de esquerda enquanto Bolsonaro seria de extrema-direita.

Não dá para afirmar, porém não seria um absurdo pensar que podem usar o caso para aumentar a perseguição política contra a esquerda. Em diversos casos, a direita armou atentados ou utilizou-se de algo ocorrido para justificar uma intensificação da perseguição política. É preciso acompanhar.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas