Menu da Rede

Bahia

ACM Neto elogia o plano genocida de Bolsonaro

Os políticos genocidas da direita e da extrema-direita brasileira não estão nem aí para planos efetivos de como realizar a imunização da população

Tempo de Leitura: 2 Minutos

ACM Neto elogia Bolsonaro, nenhuma novidade, golpista seu foi cabo eleitoral – Foto: Reprodução

Publicidade

Mais um dos criminosos golpistas que nos primeiros meses da pandemia da Covid-19 procurou se passar por mais um prefeito científico, ACM Neto(DEM) de Salvador, agora rasgou elogios ao presidente fraudulento Jair Messias Bolsonaro, após ele baixar o tom do discurso durante a apresentação do plano nacional de imunização anunciado na última quarta-feira, 16 de dezembro, em Brasília. ACM assim declarou: “Acho que ontem o presidente teve uma postura exemplar, ao meu ver, ele foi totalmente correto. Ontem, ele teve uma atitude que nós desejamos que seja a postura do governo federal de reconhecer o problema e de colocar claramente que deseja trabalhar ao lado de governadores e prefeitos nesse esforço tremendo que vai ser a imunização da população”.

O plano que na verdade não é plano algum, pois não passa de um protocolo fraudulento de intenções que não garante nada. O documento anunciado por Bolsonaro e elogiado pelo neto de ACM (o patriarca reacionário burguês, o neto não deve nada ao avô), não traz data para início da vacinação, apenas estima-se de “boa vontade” que isso ocorra no primeiro trimestre de 2021. O tal plano anunciou a elevação da previsão de doses em negociação pelo Brasil – de 300 milhões, passa a 350 milhões. Uma parte dos acordos estão firmados por governadores e o restante são apenas memorandos de intenção para compra futura – caso da Coronavac.

Entre os acordos já firmados, estão a obtenção de 100,4 milhões de doses da vacina de Oxford, além de 110 milhões que devem ser produzidas pela Fiocruz, no entanto, setores do governo já anunciam que importantes setores da população só começarão a ser vacinados no segundo semestre de 2021.

De acordo com o secretário de Saúde do Estado da Bahia do governador abutre Rui Costa, Fábio Villas-Boas: “Mesmo que a gente comece a vacinar em fevereiro, vamos precisar de 16 meses para vacinar toda a população contra a Covid-19 e quatro meses para vacinar os grupos prioritários. Será um mês vacinando apenas profissionais de saúde, pessoas com mais de 70 anos e grupos muito restritos, para depois passar para pessoas com mais de 60, para outros grupos. A população em geral, mais jovem, essa que está indo para às ruas sem máscaras e destemidos, não serão vacinados antes do segundo semestre do ano que vem. Quero fazer um alerta para aqueles que têm abaixo de 60 anos, sem nenhuma doença, que não há a perspectiva de receber a vacina abaixo deste prazo. Vamos precisar manter as regras que conhecemos até junho do ano que vem”. A declaração de Fábio Villas Boas, mostra que mesmo entre os governadores da esquerda pequeno burguesa, a política é similar, não há plano de guerra estratégico para encarar a vital imunização da população em prazos menores. Tal posição de 16 meses para a imunização, isso sequer sem ter um prazo definido de quando se iniciará a vacinação e com as políticas “científicas” que estão levando milhares de trabalhadores a morte, até o fim do próximo ano podemos chegar a dobrar o número de até aqui 182 mil mortos no Brasil.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Populares na Rede
[wpp range="last24h" limit="3"]
NA COTV

No 19/06, tomar as ruas com comitês vermelhos! - Jornal dos Comitês de Luta - 16/06/21

0 Visualizações 5 minutos Atrás

Watch Now

Send this to a friend