Medidas parciais
Prefeito e governador anunciam acordo para reabertura das atividades em Salvador, mesmo diante do crescimento do número de casos.
ACM Neto - 1
ACM Neto promove sua imagem, enquanto bota os trabalhadores nas ruas todos os dias na obra do BRT. | Foto por: Max Haack/Secom PMS

O prefeito de Salvador, ACM Neto (PSDB), e o governador da Bahia, Rui Costa (PT), afirmaram hoje que em reunião realizada no último final de semana, juntos estão finalizando plano para reabertura do comércio e demais atividades na capital baiana.

Em entrevista coletiva na manhã desta segunda (29), ACM Neto informou publicamente a acordo para a reabertura, mostrando a pressa em concluir medida “foram dois dias de muitas conversas, muitos encontros e nós temos a expectativa de que até o fim do dia de hoje [29] seja possível consolidar essa proposta comum do governo do Estado com a prefeitura”. Afirmou ainda que as medias incluirão protocolos de o que e como deve ser aberto cada estabelecimento, “que vai exigir acompanhamento e fiscalização”.

A pressa do prefeito e do governador aparentemente estaria dissonante dos discursos quando diariamente apresentam os dados da COVID-19 ao falarem da situação muito preocupante da disseminação do vírus, que a população tem que respeitar o distanciamento social, na adoção de fechamento de bairros e até cidades inteiras nos últimos dias.

A “incoerência”, na verdade, reside no fato que, assim como as medidas de restrição à circulação e fechamento de estabelecimentos, o “retorno” às atividades não passam de medidas parciais e que não tratam realmente do problema, muito menos evitam que a população se contamine, até porque a grande maioria do trabalhador continua nas ruas, pegando ônibus cheio porque precisa trabalhar, pois não há garantia de rendimento, nem de atendimento médico, não há testes, não há leitos suficientes etc.

Hoje, Salvador registra oficialmente 48.122 infectados pela COVID-19, tendo havido 1,093 mortes, segundo dados da prefeitura.

Relacionadas
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments