Acidentes do trabalho aumentam quase 30% em Campinas

noria - 31-07-2018

Em pesquisa realizada de 1 de janeiro a 24 de julho passados, o procurador do Ministério Público do Trabalho (MTP) da 15ª região, de Campinas, José Fernando Ruiz Maturana, relata que as más condições, riscos e acidentes de trabalho tiveram alta de 28,8% em dois anos.
Foram 268 ocorrências este ano na cidade, contra 208 em 2016. No balanço anual, entre 2016 e 2017, também houve alta, de 29,6%.
O Procurador do Ministério Público do Trabalho destaca que a falta de investimento do governo federal e a negligência dos patrões são as principais causas quanto ao aumento dos acidentes de trabalho.
As denúncias também envolvem atividades insalubres, ambientes com insegurança e risco maior de acidentes, além de estresse ocupacional por cobrança excessiva de metas e outras doenças adquiridas por conta do trabalho.
Os acidentes no ramo industrial dos frigoríficos contribuem muito para a elevação desse percentual.
Os patrões não dão a mínima atenção aos seus trabalhadores, preocupando-se única e exclusivamente com o lucro que os trabalhadores podem dar, aumentando suas contas bancárias e o governo golpista impulsiona este retrocesso com medidas que destroem conquistas de décadas de luta dos trabalhadores, como no caso da famigerada reforma trabalhista.
Somente com a derrota deste governo golpista, será possível por fim à essa situação que atinge todo o País e conquistar melhores condições de vida e trabalho.